Política

Cidade volta a ter prefeito após 48 horas de vacância

Da Redação ·





Por Felipe Luchete

SÃO PAULO, SP, 26 de dezembro (Folhapress) - Após 48 horas, Natal voltou a ter prefeito na manhã de hoje. O vereador Ney Lopes Jr. (DEM) reassumiu o cargo em cerimônia na Câmara Municipal, depois de ter sido obrigado a se afastar por decisão da Justiça.

A cadeira ficou vazia por causa de uma polêmica sobre a linha sucessória. A prefeita Micarla de Sousa (PV) foi afastada em outubro, após denúncias de desvios de recursos públicos. O vice Paulinho Freire (PP) renunciou neste mês para ser diplomado como vereador.

O então presidente da Câmara Municipal, Edivan Martins (PV), não quis assumir porque tenta na Justiça permanecer no Legislativo em 2013. Abriu mão para Lopes Jr., que era o vice-presidente da Câmara.

A Justiça, porém, decidiu hoje que o presidente do Legislativo é obrigado a assumir a prefeitura, determinando multa diária de R$ 20 mil a Martins e a Lopes Jr. em caso de descumprimento.

Martins então renunciou, e o segundo assumiu a presidência hoje, o que legitimaria a posse no Executivo.

Segundo o prefeito em exercício, a Procuradoria do município entendeu que ele poderia reassumir automaticamente sem que fosse necessária uma nova decisão da Justiça.

Ele disse hoje que já determinou o pagamento a servidores -professores temporários, por exemplo, estavam com os salários atrasados há quatro meses. Afirmou ainda que fará uma reunião com empresas de limpeza urbana para tratar de um assunto urgente: o acúmulo de lixo na cidade.

No dia 1º, assumirá o prefeito eleito Carlos Eduardo.
 

continua após publicidade