Política

Após afastamento de prefeito, Procuradoria investiga doações de campanha

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 7 de dezembro (Folhapress) - O Ministério Público Federal em Rondônia deflagrou uma nova operação hoje para investigar as denúncias de corrupção e desvios de recursos públicos na Prefeitura de Porto Velho, capital do Estado.

Segundo o procurador Reginaldo Trindade, a nova operação, denominada "Sempre", vai apurar também doações de campanha feitas em 2008 e 2010 por empresas hoje suspeitas de favorecimento em licitações municipais.

A medida é uma continuação da Operação Endemia, deflagrada ontem pelo órgão em parceria com a Polícia Federal. O nome "Sempre" é uma referência à Secretaria de Obras e Projetos Especiais do município, investigada por suspeita de desvios de até R$ 5 milhões em recursos destinados ao combate de doenças endêmicas em Porto Velho.

Em outra operação casada deflagrada ontem, a Polícia Federal também investiga irregularidades que envolvem as secretarias de Administração, Serviços Básicos e Agricultura, além da Procuradoria-Geral do Município e da Controladoria-Geral do Município.

O prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho (PT), foi afastado do cargo e teve os sigilos fiscal e bancário quebrados por suspeita de envolvimento no esquema. Ele nega as acusações.

Segundo a investigação, iniciada em 2011, servidores públicos, empresários e "laranjas" fraudavam contratos de prestação de serviços firmados entre 2005 e 2012. As licitações sob suspeita somam R$ 129 milhões. O vice-prefeito, Emerson Castro (PMDB), assumiu a gestão.

Outro lado

À reportagem o prefeito negou envolvimento no suposto esquema e se disse "injustiçado". Sobrinho diz que o Tribunal de Contas do Estado mandou continuar uma licitação de serviços urbanos que ele próprio cancelara por suspeitar de fraudes.

O prefeito afirma ainda que acatou nesta semana uma recomendação do Ministério Público Federal para suspender o pagamento da empresa responsável pelas ações de combate de doenças endêmicas e afastou o titular da secretaria de Obras e Projetos Especiais.
 

continua após publicidade