Política

"Não fiquei surpreso", diz Lula sobre ação da PF

Da Redação ·

BERLIM, ALEMANHA, 7 de dezembro (Folhapress) - Em viagem a Alemanha, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva falou não ter sido surpreendido com a Operação Porto Seguro, deflagrada pela PF (Polícia Federal) no mês passado.

"Eu não fiquei surpreso", disse Lula, que não quis responder sobre o que achou das acusações contra os investigados.

O ex-presidente está em Berlim, onde participa de uma conferência internacional do sindicato dos metalúrgicos da Alemanha. Ele viajou em companhia de sua mulher, Marisa Letícia, que não estava presente durante o discurso de hoje do ex-presidente.

Operação

A Operação Porto Seguro, deflagrada no dia 23 de novembro, investigou um esquema suspeito de tráfico de influência, corrupção e falsidade ideológica em órgãos federais.

Segundo a PF, a organização oferecia propina a funcionários para a emissão de pareceres e laudos técnicos em favor de empresas com interesse em processos em andamento no governo.

Durante as investigações, os policiais identificaram a participação de Rosemary Nóvoa Noronha, ex-chefe de gabinete da Presidência em São Paulo, indicada por Lula para o cargo.

Além da participação de Rose, como era conhecida, as investigações mostraram que o grupo era liderado por Paulo Vieira. Seu irmão, Rubens Vieira, diretor da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), também é investigado na operação.
 

continua após publicidade