Política

Haddad diz que quer firmar parcerias com Alckmin

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 29 de outubro (Folhapress) - O prefeito eleito de São Paulo, o petista Fernando Haddad, afirmou em entrevista hoje que quer dividir com o governador Geraldo Alckmin, do PSDB, um eventual sucesso de sua administração na cidade.

Adversário do tucano José Serra na campanha eleitoral, Haddad afirmou ao "SPTV", da TV Globo, que apoiará programas do governo estadual na capital paulista.

"Tudo que for de São Paulo virá para São Paulo, nós queremos dividir o sucesso com o governador Alckmin inclusive. Todas as iniciativas pelo governo estadual na cidade de São Paulo, contarão com meu apoio entusiasmado", disse, em entrevista na sede do Instituto Lula, onde se encontrará com o ex-presidente.

O prefeito eleito de São Paulo se reunirá amanhã com Alckmin e com o prefeito Gilberto Kassab. O encontro com Alckmin será às 18h30, no Palácio dos Bandeirantes.

Com Kassab, Haddad deve tratar da composição e do funcionamento da equipe de transição. O coordenador será o presidente do PT municipal, Antônio Donato.

Primeira medida

Segundo Haddad, sua primeira medida ao assumir a prefeitura, no dia 1º de janeiro, será ordenar a desapropriação de terrenos para construção de creches e hospitais.

"Primeira medida será dar ordem para desapropriação dos terrenos para construção das 172 creches com recursos federais e 3 hospitais que foram prometidos na campanha."

O futuro prefeito afirmou que deve começar a tratar na semana que vem da formação da sua equipe de governo. Questionado se aceitará indicações do deputado Paulo Maluf (PP), que o apoiou na campanha, desconversou.

"Eu sou muito institucional nas minhas escolhas", disse, admitindo que deve ouvir os partidos que o apoiaram para fazer as escolhas.
 

continua após publicidade