Política

Disputa em Natal é entre ex-prefeito e deputado estadual

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 27 de outubro (Folhapress) - O ex-prefeito Carlos Eduardo, do PDT, e o deputado estadual Hermano Moraes, do PMDB, disputam amanhã os votos dos 526.426 eleitores da capital norte-rio-grandense. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), no primeiro turno, Carlos Eduardo obteve 40,42% dos votos válidos (excluídos os brancos e nulos) e Hermano, 23,01%. As informações são da Agência Brasil. Com PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 10,3 bilhões, Natal é a décima sexta economia entre as capitais brasileiras. O município concentra um polo de indústrias têxteis e de confecções, mas a prestação de serviços, especialmente o comércio, é a maior responsável pelo PIB. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) estima a população em 803.739 habitantes. O candidato que for eleito vai administrar a cidade, que ocupa a décima sétima posição no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) entre as capitais brasileiras, com 0.788. Carlos Eduardo, de 53 anos, nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em Natal desde os 2 anos de idade. Formado em Direito, o candidato vem de uma família de políticos: o pai, Agnelo Alves, foi prefeito da capital, e o tio, Aluísio Alves, governador do Rio Grande do Norte. Carlos Eduardo foi deputado estadual por quatro mandatos, vice-prefeito e prefeito. Entre suas propostas estão a construção de 34 escolas e a implantação da coleta seletiva de lixo em toda a cidade. Hermano Moraes nasceu em Natal e tem 50 anos. Formado em direito, Hermano é bancário. Sua trajetória política teve início com a militância sindical, na década de 80 do século passado. Mais tarde, ele foi vereador por quatro mandatos consecutivos. Em 2010, foi eleito deputado estadual. Entre suas propostas, destacam-se a diminuição do número de cargos cargos comissionados na prefeitura e a construção do Hospital Geral Municipal.  

continua após publicidade