Política

Tucano cita mensalão e propostas para a saúde para atacar adversário

Da Redação ·

Por Daniela Lima SÃO PAULO, SP, 25 de outubro (Folhapress) - O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, centralizou seus ataques ao adversário Fernando Haddad (PT), na tarde de hoje, usando como tema a saúde e o mensalão. Após visitar o Instituto do Câncer de São Paulo Octavio Frias de Oliveira, Serra disse que o PT é contra as OSs (organizações sociais) porque quer lotear o sistema de saúde. "Eles estão tinindo para vir aqui agora e se alojar em São Paulo. Os desempregados do mensalão, se o PT ganhar, já têm emprego aqui em São Paulo", disse. O tucano disse ainda que o impacto do mensalão na população pode ser um dos motivos para a alta abstenção nas eleições municipais. Segundo ele, "o mensalão é um evento tão negativo na vida pública, que pode fazer muita gente se tornar cética com a política". Serra visitou o Instituto do Câncer no início da tarde. Durante a agenda, ouviu elogios sobre o atendimento do local e pedidos para que reestruturasse unidades de saúde mal avaliadas na capital. Ao chegar, Serra foi recepcionado por uma senhora que minutos antes havia passado um batom, segundo ela com 24 horas de duração, especialmente para beijar o candidato. Serra desviou e foi beijado no canto da boca. No fim da agenda, riu da situação: "O batom era forte", disse.  

continua após publicidade