Política

Julgamento será suspenso por 12 dias

Da Redação ·





BRASÍLIA, DF, 25 de outubro (Folhapress) - O julgamento do mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal) será suspenso por 12 dias.

Após a sessão de hoje, as reuniões para a definição das penas dos 25 réus condenados só serão retomadas no dia 7 de novembro.

O principal motivo é a viagem do relator, Joaquim Barbosa, para a Alemanha, onde passará por tratamento de saúde para o problema crônico no quadril.

Barbosa deve voltar ao Brasil no dia 3 de novembro, mas nos dia 5 e 6 de novembro alguns ministros devem comparecer no encontro nacional da magistratura, em Sergipe.

Na próxima semana, o tribunal realizará sessão apenas na quarta-feira à tarde para julgar outros casos que não o mensalão.

Os ministros esperam acabar a definição do tamanho das penas antes do dia 18 de novembro, quando o presidente do STF, Carlos Ayres Britto, se aposenta compulsoriamente ao completar 70 anos.

Na próxima semana, o julgamento do mensalão completa três meses.

Além dos 25 condenados por sete crimes, 12 absolvidos, o Supremo definiu que uma quadrilha desviou dinheiro público que, misturados a empréstimos fictícios, foram utilizados na compra de apoio político no Congresso nos primeiros anos do governo Lula.

Entre os condenados estão o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil), o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares.

Até agora, os ministros estabeleceram penas que, somadas, ultrapassam 40 anos para o empresário Marcos Valério, o operador do esquema.
 

continua após publicidade