Política

Ministro acusa Serra de usar agentes de saúde para espalhar boatos

Da Redação ·

Por Breno Costa BRASÍLIA, DF, 25 de outubro (Folhapress) - O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria Geral da Presidência) acusou hoje o candidato do PSDB a prefeito de São Paulo, José Serra, de usar agentes de saúde da família para espalhar boatos contra o petista Fernando Haddad. Os agentes são vinculados à prefeitura, comandada por Gilberto Kassab (PSD), aliado do tucano. Haddad lidera as pesquisas de intenção de voto, com 49% da preferência dos eleitores, segundo o Datafolha. José Serra tem 36% das intenções de voto. Em conversa com jornalistas no Palácio do Planalto, Carvalho disse estar confiante na vitória do petista, "apesar da grande baixaria que ocorre nos últimos momentos em São Paulo". "Nós estamos recebendo várias informações, de agentes de saúde visitando as famílias, se despedindo, dizendo que o Haddad não vai mais manter o programa de saúde da família", disse o ministro, homem de confiança do ex-presidente Lula, principal articulador da candidatura petista em São Paulo. Segundo Carvalho, Serra e outros candidatos de oposição ao PT no país estão "apelando de maneira lamentável" na reta final da campanha. Ele, contudo, citou especificamente apenas o suposto uso de agentes de família. "Nós temos que fazer uma campanha de esclarecimento forte. O pessoal está tomando providência para amanhã fazer uma contrainformação pesada, para evitar esse tipo de jogo baixo", afirmou o ministro.  

continua após publicidade