Política

Val cobra o Ministério Público sobre sede do Cisvir no Jaboti

Da Redação ·
Val cobra o Ministério Público sobre sede do Cisvir no Jaboti
fonte: Divulgação
Val cobra o Ministério Público sobre sede do Cisvir no Jaboti

O vereador Aldivino Marques da Cruz Neto, o “Val” (PSC), está cobrando do Ministério Público que tome uma atitude quanto ao projeto que prevê a construção, no Parque Jaboti, da nova sede do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ivaí e Região (Cisvir).

Por iniciativa do vereador, a Câmara de Apucarana aprovou o envio de correspondência à Promotoria de Defesa do Meio Ambiente, relatando a opinião contrária de Val e de outros vereadores. “Aos poucos, estamos vendo uma das mais importantes áreas ambientais e de lazer da cidade sendo destruída pelo poder público municipal. É lamentável que se assista a tudo isso sem tomar uma medida e sem dar uma satisfação às futuras gerações”, assinala o vereador.


Val lembra que nos últimos anos a região já recebeu a construção do Fórum Eleitoral, da escola do Senac e do próprio Hospital do Coração. Para que as obras parassem por aí, ele apresentou projeto de lei proibindo novas edificações no local, mas os vereadores apresentaram emenda abrindo exceção para a sede do Cisvir.

continua após publicidade
confira também

“Votei contra a emenda, por entender que há outros espaços onde a sede do Cisvir e outras obras podem ser construídas, inclusive atendendo melhor a população. A insistência em se construir obras ali está descaracterizando o Jaboti. Na minha opinião, é um crime”, afirma Val, lembrando a forma como outras cidades estão protegendo suas áreas verdes, como Londrina, Maringá e Curitiba.

O vereador lembra que há alguns anos o Ministério Público foi radicalmente contra a construção de uma obra na nascente do Pirapó, nas proximidades do Sesc. “A região do Jaboti também é cheia de nascentes. Há, inclusive, uma bela nascente a poucos metros de onde pretendem construir a sede do Cisvir”, relata o vereador.