Política

Eleitor não pode ser preso a partir de amanhã, informa TSE

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 22 de outubro (Folhapress) - A partir de amanhã até 48 horas após o encerramento da votação do segundo turno no próximo domingo nenhum eleitor poderá ser preso ou detido.

Prisões só estão permitidas em casos de flagrante delito ou sentença criminal condenatória por crime inafiançável e desrespeito a salvo-conduto, de acordo com a legislação eleitoral.

A determinação está prevista no calendário eleitoral e é aplicada faltando cinco dias das eleições municipais.

A campanha de rua e os comícios dos candidatos só são permitidos até quinta-feira. Este também é o último dia para reuniões públicas.

Na sexta-feira, termina o prazo para veiculação de programa eleitoral de rádio e TV, além de divulgação de propaganda em mídia impressa. Também encerra o prazo para realizações de debates.

Na véspera da votação, os candidatos podem fazer carreatas, passeatas e panfletagem até as 22h.

A votação de escolha de prefeitos para o segundo turno acontece neste domingo entre 8h e 17h. Nesse dia, os eleitores podem manifestar publicamente suas preferências, usando camisas, bonés e adereços dos candidatos, mas é proibida a propaganda eleitoral por grupos de pessoas e carros de som -campanha de boca de urna.

Segundo turno

O segundo turno ocorre em cidades com mais de 200 mil eleitores onde nenhum candidato tenha obtido mais de 50% dos votos válidos.





Veja quais cidades terão a decisão no segundo turno e quem são os candidatos:



Belém (PA)

Edmilson Rodrigues (PSOL)

Zenaldo Coutinho (PSDB)



Belford Roxo (RJ)

Dennis Dauttmam (PC do B)

Waguinho (PRTB)



Blumenau (SC)

Napoleão Bernardes (PSDB)

Jean Kuhlmann (PSD)



Campina Grande (PB)

Romero Rodrigues (PSDB)

Tatiana (PMDB)



Campinas (SP)

Jonas Donizette (PSB)

Marcio Pochmann (PT)



Campo Grande (MS)

Alcides Bernal (PP)

Giroto (PMDB)



Cariacica (ES)

Juninho (PPS)

Marcelo Santos (PMDB)



Cascavel (PR)

Edgar Bueno (PDT)

Professor Lemos (PT)



Contagem (MG)

Carlin Moura (PC do B)

Durval (PT)



Cuiabá (MT)

Mauro Mendes (PSB)

Lúdio (PT)



Curitiba (PR)

Ratinho Júnior (PSC)

Gustavo Fruet (PDT)



Diadema (SP)

Mario Reali (PT)

Lauro Michels (PV)



Duque de Caxias (RJ)

Alexandre Cardoso (PSB)

Washington Reis (PMDB)



Florianópolis (SC)

Cesar Souza Júnior (PSD)

Gean Loureiro (PMDB)



Fortaleza (CE)

Elmano (PT)

Roberto Cláudio (PSB)



Franca (SP)

Alexandre (PSDB)

Delegada Graciela (PP)



Guarujá (SP)

Antonieta (PMDB)

Farid Madi (PDT)



Guarulhos (SP)

Almeida (PT)

Carlos Roberto (PSDB)



João Pessoa (PB)

Luciano Cartaxo (PT)

Cicero Lucena (PSDB)



Joinville (SC)

Kennedy (PSD)

Udo Dohler (PMDB)



Juiz de Fora (MG)

Bruno Siqueira (PMDB)

Margarida Salomão (PT)



Jundiaí (SP)

Pedro Bigardi (PC do B)

Luiz Fernando Machado (PSDB)



Londrina (PR)

Marcelo Belinati (PP)

Alexandre Kireeff (PSD)



Macapá (AP)

Roberto (PDT)

Clécio (PSOL)



Manaus (AM)

Artur Neto (PSDB)

Vanessa Grazziotin (PC do B)



Maringá (PR)

Pupin (PP)

Enio Verri (PT)



Mauá (SP)

Donisete Braga (PT)

Vanessa Damo (PMDB)



Montes Claros (MG)

Paulo Guedes (PT)

Ruy Munis (PRB)



Natal (RN)

Carlos Eduardo (PDT)

Hermano Morais (PMDB)



Niterói (RJ)

Rodrigo Neves (PT)

Felipe (PDT)



Nova Iguaçu (RJ)

Nelson Bornier (PMDB)

Sheila Gama (PDT)



Pelotas (RS)

Eduardo Leite (PSDB)

Marroni (PT)



Petrópolis (RJ)

Bernardo Rossi (PMDB)

Paulo Mustrangi (PT)



Ponta Grossa (PR)

Marcelo Rangel (PPS)

Péricles (PT)



Porto Velho (RO)

Lindomar Garçon (PV)

Dr Mauro Nazif (PSB)



Ribeirão Preto (SP)

Dárcy Vera (PSD)

Nogueira (PSDB)



Rio Branco (AC)

Marcus Alexandre (PT)

Tião Bocalom (PSDB)



Salvador (BA)

ACM Neto (DEM)

Pelegrino (PT)



Santo André (SP)

Carlos Grana (PT)

Dr. Aidan Ravin (PTB)



São Gonçalo (RJ)

Adolfo Konder (PDT)

Neilton Mulim (PR)



São Luís (MA)

Edivaldo Holanda Júnior (PTC)

Castelo (PSDB)



São Paulo (SP)

José Serra (PSDB)

Fernando Haddad (PT)



Sorocaba (SP)

Renato Amary (PMDB)

Pannunzio (PSDB)



Taubaté (SP)

Ortiz Júnior (PSDB)

Isaac do Carmo (PT)



Teresina (PI)

Firmino Filho (PSDB)

Elmano Ferrer (PTB)



Uberaba (MG)

Paulo Piau (PMDB)

Lerin (PSB)



Vila Velha (ES)

Rodney Miranda (DEM)

Neucimar (PR)



Vitória (ES)

Luciano Resende (PPS)

Luiz Paulo (PSDB)



Vitória da Conquista (BA)

Guilherme (PT)

Herzem Gusmão (PMDB)



Volta Redonda (RJ)

Neto (PMDB)

Zoinho (PR)
 

continua após publicidade