Política

Serra diz que Haddad foi ideólogo de taxas criadas por Marta

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 19 de outubro (Folhapress) - O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, afirmou ontem que o seu adversário, Fernando Haddad (PT), foi o ideólogo das taxas do lixo e de iluminação criadas na administração de Marta Suplicy (2001-04). "Você foi o principal ideológico da martaxa, a Marta não queria você candidato de jeito nenhum. Ela teve que levar o Ministério para mais ou menos dizer que te apoiava. Eu tenho certeza que uma das coisas foi a taxa do lixo, que você foi ideólogo", afirmou Serra, em debate promovido pela TV Bandeirantes. Segundo o tucano, Haddad "é um sujeito corajoso porque levantar assunto de taxa num debate". O petista questionou o tucano sobre a taxa da inspeção veicular. "Uma taxa que ninguém consegue entender. Primeiro vocês cobravam e desenvolviam, depois deram descontos mas passaram a não devolver mais." Chefe de gabinete do então secretário de Finanças de Marta, João Sayad, Haddad foi escalado para convencer os vereadores a aprovar os tributos. "Você vive falando de mim na secretaria de Finanças mas o meu chefe chamava João Sayad, e você convidou para ser seu secretário, e hoje ele é presidente da fundação Padre Anchieta, estranho, né?", disse o petista. Serra defendeu o ex-secretário de Finanças. "Sayad saiu da Prefeitura, ele nunca foi do PT, é um homem correto, que não implica que tenha acertado em tudo, agora o ideólogo foi você, que foi à Câmara de Vereadores defender. É uma enganação, essa história de dizer que vai eliminar a taxa."  

continua após publicidade