Política

Filho de fazendeiro é denunciado sob acusação de matar menina

Da Redação ·





Por Reynaldo Turollo Jr.

SÃO PAULO, SP, 13 de setembro (Folhapress) - O Ministério Público Federal no Maranhão denunciou o filho de um fazendeiro sob acusação de homicídio de uma menina de sete anos da etnia guajajara.

O crime ocorreu em maio de 2008 no interior da terra indígena Arariboia, em Arame (440 km de São Luís).

Segundo a denúncia, Manoel de Jesus Sousa, filho de um fazendeiro conhecido na região, chegou de moto à aldeia Anajá, onde a criança morava, e disparou seis vezes contra sete índios que estavam na área de vivência vendo TV.

Um dos disparos acertou a cabeça da menina, que morreu na hora. Outro indígena de 14 anos também foi atingido, mas sobreviveu.

"Após descarregar o revólver, o denunciado fugiu do local. No entanto, antes de partir, foi identificado pelos índios da aldeia, pois era antigo conhecido da comunidade, tendo realizado os tiros em local iluminado e com o rosto descoberto", afirma o procurador Juraci Guimarães Júnior na denúncia.

Outro lado

Segundo a Procuradoria, Sousa negou em seus depoimentos que tenha sido o autor dos disparos. A reportagem não conseguiu localizar o denunciado nem seu advogado hoje.

Ainda segundo a Procuradoria, ele já esteve preso preventivamente por cerca de um ano, mas foi solto. Se condenado, Sousa pode ter de cumprir pena de 12 a 30 anos de prisão.
 

continua após publicidade