Política

PC do B barra divulgação de pesquisa em Minas

Da Redação ·





Por Paulo Peixoto

BELO HORIZONTE, MG, 13 de setembro (Folhapress) - A coligação do candidato do PC do B à Prefeitura de Contagem, Carlin Moura, conseguiu impedir na Justiça Eleitoral, por meio de liminar, a divulgação de pesquisa Vox Populi contratada pelo PT nacional sobre a disputa no município da região metropolitana de Belo Horizonte. Comunicado expedido hoje pela campanha do petista Durval Ângelo, formada por 12 partidos, informou que o PT nacional foi intimado a suspender a divulgação da pesquisa devido a uma liminar concedida pela juíza Cláudia Luciene Silva Oliveira, da 9ª Zona Eleitoral de Contagem.

O argumento da coligação do PC do B para barrar a pesquisa é que a simulação de segundo turno não foi feita com o nome de todos os candidatos, inclusive os menos bem colocados, caso do PSTU, PSOL e PRB.

O Vox Populi fez a simulação com os três principais colocados na disputa: Ademir Lucas (PSDB), Durval Ângelo (PT) e o próprio Carlin Moura (PC do B).

"Entendemos ser desespero a atitude do adversário, por temer que o resultado aponte a sua queda na disputa. É uma tentativa de censura", disse em comunicado a campanha petista.

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Minas Gerais informou que a decisão da juíza foi publicada hoje e que o PT nacional tem três dias para recorrer.

Em nota, a coligação do PC do B justificou a medida judicial alegando ter exercido "papel de fiscalizadora do processo eleitoral". Disse que "existiram irregularidades" e acrescentou que o eleitorado de Contagem não pode ser "prejudicado com novos erros" de pesquisa.
 

continua após publicidade