Política

Russomanno vê "desespero" em crítica de Haddad a seu programa

Da Redação ·

Por Diógenes Campanha SÃO PAULO, SP, 13 de setembro (Folhapress) - O candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, classificou hoje como "desespero" as declarações do adversário Fernando Haddad (PT) de que seu programa de governo é "um esboço". Na manhã de hoje, na sabatina Folha/UOL, o petista disse que "o esboço de plano" que Russomanno mostrou não revela uma cidade com mais qualidade de vida. "Não estou falando com amadores. São Paulo não é para amador", completou. Questionado sobre as afirmações de Haddad, Russomanno rebateu: "Desespero, é desespero", disse o líder nas pesquisas. Ele usou a mesma resposta para criticar também a cartilha elaborada pela UGT (União Geral dos Trabalhadores), que apoia José Serra, para treinar "visitadores" para desconstruir o candidato do PRB. O texto diz que Russomanno está a serviço do "projeto de poder" do bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus --cujos integrantes comandam o PRB-- e apresentou informações incorretas sobre seu patrimônio -- afirmou que Russomanno tem R$ 2 bilhões. O candidato declarou R$ 2 milhões ao TSE. Russomanno voltou a afirmar que cogita processar a campanha tucana. "Meus advogados estão avaliando", disse.  

continua após publicidade