Política

Rosa Weber condena oito réus do mensalão por lavagem de dinheiro

Da Redação ·

BRASÍLIA, DF, 13 de setembro (Folhapress) - A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber condenou hoje oito réus do mensalão pelo crime de lavagem de dinheiro e absolveu outros dois. A ministra seguiu a maior parte o voto do relator do caso, Joaquim Barbosa, e considerou culpados a dona do Banco Rural, Kátia Rabello, o vice-presidente Vinicius Samarane, o ex-vice-presidente José Roberto Salgado, além do empresário Marcos Valério, seus ex-sócios, Cristiano Paz e Ramon Hollerbach, seu advogado, Rogério Tolentino, e a ex-diretora da agência de publicidade Simone Vasconcelos. Assim como Barbosa, ela ainda absolveu Ayanna Tenório, ex-diretora do Rural. Rosa Weber, no entanto, seguiu o revisor, Ricardo Lewandowski, e inocentou a Geiza Dias, ex-funcionária de Valério. Outros sete ministros precisam analisar o caso. Segundo o Ministério Público, os dirigentes do banco na época permitiram que o empresário Marcos Valério e seus ex-sócios movimentassem milhões de reais de forma suspeita e omitiram os reais recebedores dos recursos e desrespeitaram normas dos órgãos de controle. O Rural teria injetado R$ 32 milhões no esquema por meio de empréstimos simulados. Em relação a Tolentino, a ministra disse que "não tem provas suficientes de que ele seria sócio oculto de Marcos Valério, mas isso não significa que não tenha participado dos crimes". "A denúncia poderia ter sido mais explícita, mas os fatos estão lá", completou.  

continua após publicidade