Política

Rodrigo Maia diz ter recebido com naturalidade aumento da rejeição

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 12 de setembro (Folhapress) - Candidato a prefeito do Rio com maior taxa de rejeição, Rodrigo Maia (DEM) afirmou ter recebido com naturalidade o resultado da pesquisa Datafolha divulgado hoje. Maia aparece em terceiro lugar, com 4% das intenções de voto, mas 42% dos eleitores entrevistados disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Há duas semanas, este índice era de 31%. Para o democrata, a pesquisa mostra que é preciso "continuar trabalhando". Segundo ele, "o problema é informar o eleitor do meu partido e do PR que sou candidato junto com a Clarissa [Garotinho, vice na chapa]". O Datafolha mostra, porém, que o índice de conhecimento do candidato saltou de 82% para 88% desde a última pesquisa. Maia negou que mudará a estratégia de campanha e disse estar confiante de que enfrentará o prefeito Eduardo Paes (PMDB) no segundo turno. De acordo com a pesquisa, Paes tem 54% das intenções de voto, um ponto percentual a mais que na anterior. Em segundo lugar aparece Marcelo Freixo (PSOL), com 18% --um crescimento de cinco pontos percentuais em duas semanas. Atrás de Maia aparecem Otávio Leite (PSDB) com 3%, Aspásia Camargo (PV) com 2%, e Cyro Garcia (PSTU) com 1%. Antonio Carlos (PCO) e Fernando Siqueira (PPL) foram citados mas não atingiram 1%. Votos em branco ou nulos somam 9% e os indecisos são 8%. Já no quesito rejeição, Aspásia Camargo e Cyro Garcia aparecem com 18%, Paes com 16% e Freixo com 10%. Na pesquisa encomendada pela Folha em parceria com a TV Globo foram ouvidos 1.086 eleitores com 16 anos ou mais durante os dias 10 e 11 de setembro.  

continua após publicidade