Política

Em reunião com empresários, Russomanno é cobrado a explicar processos na Justiça

Da Redação ·

Por Paulo Gama SÃO PAULO, SP, 11 de setembro (Folhapress) - O candidato do PRB a prefeito de São Paulo, Celso Russomanno, foi cobrado durante encontro com empresários a explicar seu envolvimento em "processos e coisas do gênero". Ele participou de um ciclo de debates promovido pela ACSP (Associação Comercial de São Paulo). "Eu queria saber se o senhor está absolutamente seguro da impossibilidade de o seu nome ser barrado na legislação da Ficha Limpa", questionou Pedro Rodrigues, diretor-superintendente da Distrital Sudeste da ACSP. O ex-deputado agradeceu a oportunidade de "colocar publicamente tudo o que estão falando a meu respeito". "É claro que quando a gente está bem na pesquisa, inventam tudo o que se pode inventar." Ele descartou a possibilidade de ser enquadrado na lei e relatou a existência de dois processos contra ele --um em que é acusado de ter simulado domicílio eleitoral para concorrer a prefeito de Santo André em 2000 e outro em que é acusado de ter pago salário de uma funcionária de sua empresa com recursos da Câmara quando era deputado federal. Disse ser inocente nas duas ações e lamentou o fato de a Justiça ainda não ter decidido os processos para mostrar que não tem responsabilidade no caso. Todo o resto, disse, são "afirmações falsas e enganosas". "Isso é o lixo da política, a vala mais suja que existe, é quando não se consegue ganhar eleição debatendo ideias é que se faz esse tipo de coisa." "Me acusaram de ter sido processado pela Ordem dos Advogados, nunca existiu esse processo", disse. "Me envolveram no caso Carlinhos Cachoeira, um absurdo. Nem conheço esse cidadão, nunca vi na minha vida."  

continua após publicidade