Política

Freixo acusa Paes de se reunir com milicianos; prefeito nega

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 5 de setembro (Folhapress) - Como tem feito ao longo da campanha, o candidato do PSOL à Prefeitura do Rio, Marcelo Freixo, acusou o atual prefeito e candidato à reeleição Eduardo Paes (PMDB) de ter ligação com milícias. Segundo Freixo, Paes recebeu em reunião donos de cooperativas que fazem o transporte alternativo de passageiros na cidade. Segundo o candidato do PSOL, tais cooperativas financiam as atividades de milcianos. "Eu não estou insinuando, estou afirmando. Você se reuniu com líderes da milícia", atacou Freixo. O prefeito, porém, afirmou desconhecer a relação e acusou Freixo, segundo colocado nas pesquisas de inteção de voto, de ser "leviano". "Eu não peço certificado de antecedentes criminais para quem vai entrar na minha sala para uma reunião", afimou Paes. Ele ainda lembrou candidato a vereador do partido de Freixo que foi citado no relatório da CPI das Milícias na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). "É diferente um indiciado com um citado. O indiciado você sabia o nome", respondeu Freixo em sua tréplica. "Deputado, vou manter o bom nível. Vou atribuir [as acusações] à leviandade", minimizou Paes.  

continua após publicidade