Política

PR: deputados aprovam reajuste para servidores

Da Redação ·
Aprovação garante reposição salarial aos servidores estaduais do quadro geral, aos policiais civis e aos policiais militares
fonte: Alep
Aprovação garante reposição salarial aos servidores estaduais do quadro geral, aos policiais civis e aos policiais militares

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou ontem (22) à tarde, em segunda discussão, os três projetos de lei apresentados pelo governador Roberto Requião (PMDB) que garantem reposição salarial aos servidores estaduais do quadro geral, aos policiais civis e aos policiais militares.

continua após publicidade

Os funcionários do quadro geral receberão 5% de reajuste salarial, a partir de maio, mês da revisão anual dos servidores paranaenses. Já os Policiais Militares tiveram suas carreiras reestruturadas, resultando em correções que variam entre 7% e 40%, a serem pagas em quatro etapas.

Os policiais civis terão seus salários corrigidos entre 20% e 70%, dependendo da função. O pacote de reajustes representa uma despesa adicional de R$ 67,7 milhões mensais.

continua após publicidade

PM - As únicas mudanças aprovadas foram no projeto de reajuste à Polícia Militar. As propostas criam normas na composição dos representantes da Asso­­­ciação da Vila Militar, regula­­­men­­tam as mensalidades das associações e clubes e transforma os valores previstos no escalonamento vertical da PM, de reais em porcentuais.

Os governistas rejeitaram as emendas dos deputados fixando datas para implantação dos reajustes dos policiais militares. A previsão do governo é implantar as duas últimas etapas da reestruturação dos cargos (das quatro previstas) até o fim do ano, se houver disponibilidade financeira.

Em abril, começa a implementação da nova tabela para os 17 mil policiais militares, que terão índices diferenciados. Na primeira etapa, três gratificações – especial, de cursos efetuados e de risco de vida – serão incorporadas ao soldo.

Segundo o comandante do Policiamento da Capital, coronel Rodrigo Carstens, um soldado em início de carreira terá em torno de 23% de aumento até o fim das quatro etapas de reestruturação dos cargos. Em maio, a categoria vai receber os 5% que será concedido a todo o funcionalismo do estado, o qual incidirá sobre o novo “soldão”.