Política

Candidatos adotam discurso de renovação e honestidade

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Candidatos adotam discurso de renovação e honestidade
Candidatos adotam discurso de renovação e honestidade

Motes que candidatos a prefeito de Apucarana e Arapongas pretendem empregar nestas eleições já antecipam discursos pouco inovadores a serem encampados pelos postulantes até outubro. As estratégias, semelhantes na maioria dos casos, serão levadas para as ruas só a partir de agosto.

continua após publicidade
Inicialmente, a “mudança” deve ser o lema de quase metade dos “prefeituráveis” de ambos os municípios. A começar pelo candidato Graça Júnior (PR), de Arapongas. O engenheiro afirma que já está apostando na ideia de “renovação” como foco de seu discurso político neste pleito. “Se analisarmos, nos últimos 50 anos a cidade foi administrada pelas mesmas famílias. Nossa ideia é de remodelar a estrutura de governo”, defende. Uma nova forma de governar o município também é destacada pelo concorrente Waldyr Pugliesi (PMDB). O deputado estadual sustenta que ainda está montando sua campanha, mas que a necessidade de uma nova Arapongas já foi levantada entre a própria comunidade. Por enquanto, o mote é “Juntos por Arapongas”. Waldyr pretende pregar “uma mudança nos costumes políticos”. “Queremos ganhar as eleições e fazer um governo participativo em Arapongas”, frisa.  
Em Apucarana, são os candidatos Sérgio do Cristma (PSDB) e Beto Preto (PT) que investem no discurso da renovação. Sérgio diz que seu lema fará jus ao nome da coligação na majoritária. “Estamos apostando na ‘Mudança de Verdade”, enfatiza o candidato. Beto, por sua vez, reforça que o slogan “Agora é Beto” também reflete a busca pela renovação política local. “Queremos representar a mudança”, destaca o petista.  
Leia a matéria completa na edição desta quarta-feira (25) da Tribuna.