Política

Demóstenes pede desculpas a colegas para segurar mandato

Da Redação ·
Demóstenes pede desculpas a colegas para segurar mandato
fonte: Arquivo
Demóstenes pede desculpas a colegas para segurar mandato

Em uma ofensiva para tentar salvar seu mandato, o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), pediu o perdão dos colegas da Casa ontem (2) e afirmou que subirá à tribuna para se defender até o dia da votação em plenário do processo que sofre por quebra de decoro parlamentar.


Demóstenes pode ser cassado em votação secreta marcada para o dia 11 deste mês no plenário do Senado, por suposto envolvimento com Carlinhos Cachoeira, preso desde fevereiro por acusações de comandar uma rede de jogos ilegais.


"Peço perdão pelos eventuais constrangimentos que causei", disse Demóstenes no plenário do Senado. "Perdão pelos erros e compreensão para impedir que a injustiça se torne irreparável", completou o senador, citando nominalmente diversos colegas.


Na semana passada, o Conselho de Ética do Senado aprovou parecer do senador Humberto Costa (PT-PE), recomendando a cassação do mandato de Demóstenes. Na quarta-feira, a Comissão de Constituição e Justiça deve avaliar se o processo por quebra de decoro contra o senador respeitou aspectos legais e jurídicos.


Se aprovado pela CCJ, o processo será encaminhado ao plenário e após cinco sessões deliberativas poderá ser votado. A expectativa é que os senadores decidam o futuro de Demóstenes no dia 11 de julho.

continua após publicidade