Política

Lula passa bem após cirurgia e mantém agenda de campanha

Da Redação ·
Lula passa bem após cirurgia e mantém agenda de campanha
fonte: Arquivo-imagem ilustrativa
Lula passa bem após cirurgia e mantém agenda de campanha

Ex-presidente da República e principal articulador do Partido dos Trabalhadores nas eleições municipais, Luiz Inácio Lula da Silva precisou parar suas atividades, nas últimas horas, para se submeter a um procedimento cirúrgico para retirada do cateter por onde recebeu medicação durante o tratamento contra um câncer na laringe. O procedimento foi iniciado por volta de 9h e terminou às 10h, segundo sua assessoria e transcorreu sem anomalias. Embora fosse um procedimento considerado simples, os médicos mantiveram Lula internado no Hospital Sírio-Libanês, nesta quarta-feira, para realização de novos exames na laringe. A assessoria do ex-presidente divulgou que o estado de saúde dele é bom, mas ainda não há previsão de alta. Lula chegou ao hospital acompanhado da mulher, Marisa Letícia. Também por determinação médica, Lula não recebeu visitas pela manhã. Lula manteve na agenda, segundo seus assessores, a reunião com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), para oficializar o apoio do PSB ao petista Fernando Haddad na disputa pela prefeitura de São Paulo. A participação no encontro, porém, ainda não estava confirmada em função do quadro clínico do ex-presidente, o que condiciona também a participação dele em uma atividade da Rio+20, prevista para sábado, no Rio de Janeiro. Em nota oficial divulgada na quarta-feira, a equipe médica do hospital informou que a internação estava pré-agendada e Lula segue acompanhado pelos médicos Roberto Kalil Filho, Paulo Hoff, Artur Katz e Luiz Paulo Kowalski. O ex-presidente passa por tratamento de um câncer na laringe desde outubro do ano passado, quando foi diagnosticada a doença. Desde então, fez exames periódicos e já passou por sessões de quimioterapia e radioterapia. Em março deste ano, exames apontaram que não havia mais tumor e o quadro de saúde de Lula era regular.

continua após publicidade