Política

Beto Preto é pré-candidato único do PT em Apucarana

Da Redação ·
Beto Preto é pré-candidato único do PT em Apucarana
fonte: Arquivo/imagem ilustrativa
Beto Preto é pré-candidato único do PT em Apucarana

Depois de muita discussão interna, o Partido dos Trabalhadores (PT) decidiu se unir em torno da pré-candidatura do médico Beto Preto para prefeito de Apucarana nas eleições de 2012. Durante entrevista coletiva ontem à tarde, o presidente estadual da legenda, deputado Ênio Verri, anunciou que os outros dois nomes do PT colocados para a disputa - o dentista Waldecir Gava e a sindicalista Marli de Castro - abriram mão de suas pré-candidaturas para apoiar o médico nas eleições do ano que vem.

continua após publicidade


O anúncio feito ontem mostra que Beto Preto conseguiu reverter a resistência de alguns setores do PT à sua pré-candidatura. Com apoio declarado da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, do deputado federal André Vargas e do próprio Ênio Verri, o médico convenceu o partido a se unir para a disputa eleitoral de 2012. Beto Preto chegou a responder um processo interno, que podia redundar na sua expulsão do PT, por ter apoiado candidatos de outros partidos na eleição de 2010.


O médico, entretanto, foi mantido no partido e ontem confirmado como pré-candidato único para disputar a prefeitura. “O PT de Apucarana mostra aqui seu alto nível de maturidade. O que foi que realmente que superou tudo foi a visão coletiva, especialmente do Gava e da Marli, em reconhecer a importância de ganhar a eleição em Apucarana. Por isso, retiraram seus nomes e hoje temos um único pré-candidato a prefeito, que faz a somatória das lideranças”, afirmou Ênio Verri.
O deputado estadual disse ainda que o PT sai fortalecido nos debates internos, com a união em torno da pré-candidatura do médico. Enio Verri fez questão de citar o apoio de Gleisi, Paulo Bernardo e André Vargas ao nome do petista, que foi candidato nas eleições municipais em 2008. Ele também antecipou que os ministros devem participar diretamente da campanha, inclusive com a presença em eventos políticos na cidade.

continua após publicidade


O presidente estadual do PT afirmou ainda que Apucarana saiu na frente na discussão da pré-candidatura. “O partido decidiu com uma enorme antecedência (o pré-candidato). O prazo final seria no final de junho, mas Apucarana deu uma mostra muito grande de maturidade, antecipando a sua escolha”, reiterou.

Médico ressalta consenso
O médico Beto Preto destacou a união do PT em Apucarana em torno da sua pré-candidatura a prefeito em Apucarana. Ele ressaltou a postura da sindicalista Marli de Castro e do dentista Waldecir Gava, que abriram mão de suas candidaturas.
“Chegamos a uma possibilidade de todos nós juntarmos forças para preparar a pré-campanha e a campanha de 2012. A presença do presidente do PT (Ênio Verri) sela esse acordo no diretório municipal e também já dá indicadores que Apucarana está no mapa do Paraná e do Brasil, para que nós não fiquemos mais à margem do desenvolvimento que o governo federal vem trazendo para o país nos últimos nove anos”, disse Beto Preto.


Ele ressaltou ainda que a sua campanha contará com apoio de todos os deputados estaduais e federais com atuação na região, com destaque especial para os ministros Paulo Bernardo (Comunicação), Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e Gilberto Carvalho ( secretário-geral da Presidência).


Segundo Beto Preto, “todos estarão imbuídos de fazer em Apucarana um grande projeto para construir um desenvolvimento diferente  a partir de 2013”. l F.K