Política

PP Jovem se estrutura em Apucarana para 2012

Da Redação ·
Kleber Wolf discursa, tendo ao fundo Carol Scarpelini, Lucimar Scarpelini e Priscila Santos
fonte: Divulgação
Kleber Wolf discursa, tendo ao fundo Carol Scarpelini, Lucimar Scarpelini e Priscila Santos

Uma reunião nesta semana, no plenário da Câmara Municipal, marcou a estruturação da Juventude do Partido Progressista (PP) em Apucarana. O evento reuniu jovens interessados em participar da política partidária e contou com a presença de Kleber Wolf, presidente da Juventude do PP no Paraná, e de Priscila Santos, advogada de entretenimento e direitos autorais, com escritório em Curitiba. “Os jovens precisam se interessar cada vez mais pela política porque já aprenderam que não adianta reclamar isoladamente. É preciso se unir e fazer da política um caminho para mudar as coisas”, afirmou a vereadora Lucimar Scarpelini (PP), presidente do partido no município.

continua após publicidade


Sua filha, Carol Scarpelini, assumiu o comando do PP Jovem em Apucarana. “Nossa missão é despertar o interesse pela política em um número cada vez maior de jovens. O isolamento não leva ninguém a nada. É preciso união em torno de objetivos comuns e o PP Jovem vai ter um papel importante nesse sentido”, assinalou. Priscila Santos falou sobre os pleitos apresentados pela juventude em várias reuniões do PP pelo Estado. “A juventude quer educação, quer esporte, quer lazer, quer serviços públicos de qualidade. Somos jovens e queremos uma política como nós: saudável, sem corrupção, sem porcaria”, resumiu.

continua após publicidade


Kleber Wolf falou sobre encontros realizados em Maringá, Francisco Beltrão e Toledo. “É importante saber que em todos esses lugares, assim como aqui, em Apucarana, a gente vai deixando sementinhas que certamente vão germinar e dar muitos frutos”, ressaltou. Wolf falou sobre a campanha “Crack: não jogue essa pedra na sua vida”, lançada pela Juventude do PP. Para ele, os jovens devem se engajar em campanhas que fortaleçam a cidadania, a começar pela luta contra as drogas. “Juventude é sinônimo de atitude. Somos 40% da população. Nós podemos muito se estivermos organizados e decididos”, acrescentou.


No encerramento, Elias Bassil proferiu uma palestra sobre superação. Em 2006, ele sofreu um grave acidente automobilístico, entre Apucarana e Arapongas, e ficou cerca de 20 dias na UTI. Seu caso chegou a ser dado como perdido pelos médicos, mas ele escapou e hoje faz questão de testemunhar a experiência para o maior número possível de jovens.