Política

DEM ingressa na Justiça contra aumento de IPI dos importados

Da Redação ·

O DEM ingressará na Justiça com uma ação contestando o aumento de 30 pontos percentuais no Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) para carros importados, determinado na última quinta-feira (15) pelo governo. Os advogados da sigla devem entrar com a ação no início da semana. De acordo com os senadores Demóstenes Torres (GO) e José Agripino (RN) e o líder do partido na Câmara, deputado ACM Neto, o ajuste da alíquota é abusivo e vai provocar uma reversão dos investimentos previstos por montadoras estrangeiras no Brasil. “Com essa medida, o governo federal matou a possibilidade de novos investimentos de montadoras estrangeiras na Bahia e em vários estados do Brasil, que já estavam com negociações em andamento”, disse o deputado baiano ACM Neto.

continua após publicidade

Nesta sexta (16), o presidente da JAC Motors do Brasil anunciou que o aumento do IPI inviabilizou a instalação da fábrica da montadora chinesa no Brasil. A Bahia estava entre os estados que poderiam ser beneficiados com o investimento de mais de R$ 1 bilhão. Segundo o senador Demóstenes Torres, o aumento do IPI nos carros importados tende a provocar um reajuste a médio prazo nos veículos nacionais e no setor de auto-peças em geral. “Este é um efeito cascata. O aumento dos importados hoje vai impactar na produção nacional em médio prazo”, disse.