Política

Projeto de Marquinhos pede câmeras nos ônibus

Da Redação ·
Projeto de Marquinhos pede câmeras nos ônibus
fonte: Arquivo
Projeto de Marquinhos pede câmeras nos ônibus

Um projeto de lei do vereador Marcos Martins (PTC) determina a instalação de câmeras de segurança em todos os ônibus que fazem o transporte coletivo no município de Apucarana. O projeto, que foi lido na última segunda-feira (05), deve ir à votação nesta semana. Para o vereador, a instalação desses equipamentos é importante para inibir assaltos e outros atos de violência contra os usuários. “Há assaltantes e os chamados descuidistas, que se aproveitam do descuido das pessoas para furtar objetos, agindo no interior dos ônibus. As câmeras ajudam a inibir esse tipo de situação, ao mesmo tempo em que permite às autoridades policiais a identificação e punição das pessoas que cometerem qualquer tipo de atitude criminosa no interior dos ônibus”, justifica o vereador.

continua após publicidade


Marquinhos lembra que em vários outros municípios os ônibus já circulam com esses dispositivos de segurança. “Em Curitiba, a Urbs já iniciou o processo para implantação de câmeras de segurança não só nos ônibus, mas também em estações-tubo e nos terminais. A implantação dessas câmeras faz parte de um amplo projeto de melhoria do transporte coletivo de Curitiba”, diz Marquinhos. Ele destaca ainda a mobilização que vem ocorrendo em outros estados, como São Paulo e Rio de Janeiro, para que câmeras de segurança sejam instaladas nos ônibus que operam dentro das cidades e nos chamados intermunicipais.

continua após publicidade


Marquinhos ressalta que hoje em Apucarana cabe ao motorista realizar sua função e também a do cobrador. “O cobrador, além do seu serviço, era também um observador do que ocorria entre os passageiros. Hoje o motorista, sobrecarregado, não tem condições de relatar com precisão muitas cosias que ocorrem dentro do veículo. Por tudo isso, a instalação das câmeras é de fundamental importância para os usuários, para os órgãos de segurança e para a própria empresa”, finaliza o vereador.