Política

Prefeita de Cambira é indiciada por improbidade administrativa

Da Redação ·

A Promotoria de Justiça de Proteção do Patrimônio Público de Apucarana ajuizou ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra a prefeita de Cambira, Maria Neusa Rodrigues Bellini.

continua após publicidade

O Ministério Público do Paraná sustenta que ela é responsável pela contratação irregular de dois servidores. De acordo com a ação, Francisco de Assis Marques e Edileuza Aparecida Mantanari Michilin foram contratados pelo Município para exercerem a função de motorista de ambulância sem concurso público. Pior – os dois não possuem curso especializado de treinamento de prática veicular em situação de risco, exigida pela legislação de trânsito para esse tipo de transporte. O MP-PR requer a indisponibilidade de bens da prefeita.

continua após publicidade

Uma eventual condenação por ato de improbidade pode resultar em sanções como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, proibição de contratar com o poder público, devolução dos valores gastos nos pagamentos irregulares dos motoristas contratados. A Promotoria pediu liminarmente a indisponibilidade de bens da Prefeita de Cambira.