Política

Brentan: Câmara já tem uma atuação popular

Da Redação ·
 Brentan: Câmara já tem uma atuação popular
fonte: Divulgação
Brentan: Câmara já tem uma atuação popular

O vereador Luiz Brentan (PSDB) mostrou-se surpreso nesta semana com a proposta de se constituir uma comissão de vereadores para acatar projetos de iniciativa popular. A sugestão partiu de um dos integrantes do Observatório Social. Para ele, dos projetos que tramitam na Casa, boa parte já é de iniciativa popular, através de sugestão direta da comunidade aos vereadores. “Pela Câmara tramitam projetos de lei, requerimentos e indicações tratando dos mais diversos temas, sendo que grande parte surge justamente do contato diário do vereador com as pessoas. Quem precisou dos serviços da Câmara sabe muito bem disso”, argumenta Brentan.

continua após publicidade


Ele lembra que só neste ano a Câmara de Apucarana já discutiu e votou cerca de mil matérias. São 816 indicações e requerimentos, todos de autoria dos vereadores, e 168 projetos de lei de autoria dos vereadores e do Executivo. “A Câmara tem trabalhado como poucas vezes trabalhou na sua história. Fez uma CPI, da qual eu fiz parte, para apurar a dívida pública do município, realizou audiências públicas e reuniões para tratar sobre a segurança pública, o transporte coletivo, a questão da penitenciária, o estatuto dos servidores e vários outros assuntos, sempre ouvindo a população, sempre procurando atender a comunidade”, acrescenta Brentan.

continua após publicidade


Segundo ele, as indicações e requerimentos quase sempre tratam sobre problemas nos bairros e nas comunidades rurais. “Temos solicitado mais médicos, mais segurança, mais asfalto, tapa buracos, mais parques industriais, melhorias nas estradas rurais, enfim todos os problemas que a população nos mostra. A Câmara hoje tem estrutura e independência para apresentar qualquer projeto de interesse coletivo que chegar ao nosso conhecimento. Não precisa de comissão disso ou daquilo. Basta que o projeto receba parecer favorável das comissões permanentes, que já funcionam na Casa em atendimento ao que diz o nosso Regimento Interno. Não precisa complicar uma coisa que já funciona e funciona muito bem”, finaliza Brentan.