Política

Marissol pede asfalto, segurança e saúde na itinerante

Da Redação ·
 Marissol pede asfalto, segurança e saúde na itinerante
fonte: Divulgação
Marissol pede asfalto, segurança e saúde na itinerante

Asfalto, segurança e saúde foram as três principais reivindicações apresentadas pelos moradores do Jardim Marissol e bairros adjacentes, durante mais uma sessão itinerante realizada pela Câmara de Apucarana. Apesar da situação crítica em que se encontram as ruas do bairro e de vários outros problemas enfrentados pela comunidade, a reunião transcorreu de forma ordeira, na noite de quinta-feira (25), no terreno onde está sendo construído o salão da igreja local.

continua após publicidade

“Foi uma das melhores sessões itinerantes que nós realizamos, pois a comunidade soube colocar as coisas com bastante propriedade, falando de maneira firme, mas sem ataques ou agressões. Isso só aumenta a nossa responsabilidade em intermediar agora as soluções”, afirma o presidente da Câmara, Alcides Ramos Júnior (DEM).
Vários moradores pediram melhorias na área da saúde. Ivone Aparecida da Silva, por exemplo, reclamou que só há médico no posto de saúde no período da manhã.

continua após publicidade

Adriana Rodrigues da Silva diz ter uma filha com três anos de idade e que há dois anos aguarda na fila para fazer uma cirurgia no nariz. “Ela tem carne esponjosa, o nariz está sangrando, mas ninguém faz nada”, frisou. Os moradores também foram enfáticos ao pedir que seja mantido o médico do posto de saúde. “Ouvimos dizer que o doutor Nilson será levado para outro lugar. Se isso acontecer, será muito ruim para todos nós”, afirmou Luiz Carlos Gomes.

continua após publicidade


Asfalto urgente em várias ruas de terra, que obrigam os moradores a sair de casa com sacolas de plástico nos pés, para se livrar do barro nos dias de chuva, e recape e tapa-buraco nas ruas que foram asfaltadas também marcaram os pronunciamentos na sessão itinerante. “Os buracos na Rua Rafael Sorpili são uma vergonha e um perigo para todos”, afirmou Maria Aparecida de Freitas. O próprio tenente Prado, do 10º. Batalhão da Polícia Militar (BPM), disse
que as condições em que se encontram as ruas dificultam um melhor sistema de rondas das
viaturas pelo bairro.


O transporte coletivo foi outro motivo de reclamação. Os moradores querem ônibus a cada meia hora – e não de hora em hora, como vem ocorrendo. Recentemente, os vereadores Lucimar Scarpelini (PP) e José Airton Araújo, o “Deco” (PR), estiveram reunidos com a comunidade. “Depois dessa reunião, nós conseguimos dois horários extra de ônibus, mas no geral ainda vem ônibus de hora em hora e o transtorno é grande”, diz Elenice Rangel. Padre Luciano pediu aos vereadores que se empenhem no atendimento às reivindicações. “Estamos cansados de autoridades que não servem ao povo. Que dessa reunião possam sair ações importantes para melhorar a qualidade de vida da comunidade”, destacou. Representantes da Câmara Municipal de Londrina também acompanharam a sessão itinerante, que teve também pedidos para a construção de quadra de esportes, academias ao ar livre e ampliação da escola.