Política

Entidades elogiam decisão de manter 11 vereadores

Da Redação ·

Representantes de entidades organizadas de Apucarana classificaram ontem como “corajosa” a decisão da Câmara de Apucarana de manter 11 cadeiras no Legislativo local. Emenda à Lei Orgânica do Município nesse sentido foi aprovada por unanimidade na segunda-feira à noite e volta em última discussão no plenário no interstício de dez dias.

continua após publicidade

O empresário Jayme Leonel, presidente da Associação Comercial e Industrial de Apucarana (Acia),  afirma que os vereadores atenderam o clamor popular. “Foi uma bela resposta ao apelo da comunidade, respeitando o que a população pensa”, assinala Leonel. O empresário observa ainda que os vereadores não se intimidaram com a pressão no plenário, feita por uma minoria que defendia 19 vagas no Legislativo. “Foi uma decisão corajosa. Os vereadores mostraram que estão em sintonia com o pensamento da sociedade”, afirma o empresário, assinalando que a decisão tomada em Apucarana serve de exemplo para outras câmaras do Paraná e de todo o País.

continua após publicidade

O comerciante Júnior César Serea, presidente do Observatório Social de Apucarana, também destaca o papel desempenhado pelos vereadores. “Eles atenderam a reivindicação da população. Isso é um ponto positivo, que merece ser destacado e parabenizado”, avalia Serea. O Observatório Social liderou a mobilização contra o aumento de cadeiras no Legislativo de Apucarana, que englobou diversas entidades, como sindicatos, associações e a subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Apucarana.

continua após publicidade

Serea também destaca o resultado da pesquisa, encomendada pela Câmara, que mostrou que 77% dos eleitores consultados eram contra à ampliação de vagas no Legislativo. “A pesquisa consolidou a opinião que já tinha sido tornada pública pelas entidades organizadas “, afirma.

A empresária Maria Abigail Fortuna, presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Apucarana e do Vale do Ivaí (Sivale), parabenizou os vereadores, ressaltando o clamor popular em relação à manutenção das vagas. No entanto, a empresária cobra empenho do Legislativo em apoiar iniciativas que atendam às necessidades da população de Apucarana. “A cidade tem muitos problemas e a Câmara precisa se dedicar para ajudar a resolvê-los”, completa.