Política

Governador anuncia novo plano para combater a criminalidade no PR

Da Redação ·
Governador anuncia novo plano para combater a criminalidade no PR
fonte: Arquivo
Governador anuncia novo plano para combater a criminalidade no PR

Uma pesquisa encomendada pela RPC TV junto à Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp), sobre os maiores medos e preocupações da população paranaense, revelou que 55,95% das pessoas entrevistadas se preocupam com a segurança pública. Em segundo lugar no levantamento ficou a questão da saúde, com 43,6%. Em terceiro, com 27,97%, mostra  a preocupação do paranaense com relação as drogas.

continua após publicidade

Em entrevista ao Paraná TV 1ª edição desta terça-feira (16), o governador Beto Richa informou que pretende contratar 10 mil policiais através do  plano Paraná Seguro. De imediato 500 PMs vão formar a unidade responsável pela fiscalização da fronteira, em Foz do Iguaçu, na região Oeste, e cerca de dois mil PMs aprovados em concurso público de 2009 também serão contratados para atuar em todo o estado.

Para a Polícia Civil, serão contratados 670  investigadores também aprovados em concurso público, e todas as comarcas farão novos concursos para a contratação de 40 delegados.

continua após publicidade

"O paranaense não aguenta mais a situação de total insegurança que se instalou no estado. Basta dizer que nos indicadores da área da criminalidade, o PR é dos piores do país e nunca foi assim. Para mudar os números, nós vamos encarar essa situação com energia, o plano Paraná Seguro contém uma série de ações que contemplam as necessidades aos que clamam por mais segurança pública em todas as regiões do Paraná", contou Richa.

Dados do Ministério da Justiça mostram que com 56 assassinatos a cada grupo de 100 mil habitantes, Curitiba é a sexta capital mais violenta do Brasil. A taxa só não é superior a verificada em João Pessoa (PB), Salvador (BA), Vitória (ES), Recife (PE) e Maceió (AL).

No mapa do crime da capital paranaense, o lugar mais perigoso, segundo o levantamento, é o bairro Cidade Industrial de Curitiba (Cic), na região Sul da cidade. Das 379 mortes violentas registradas no primeiro semestre, 56 aconteceram no Cic.

continua após publicidade

Na capital, 3,6 mil inquéritos sobre assassinatos ainda não foram concluídos.

Até 2014, as contratações devem chegar a seis mil PMs, 400 delegados e 1,2 mil investigadores, segundo o governador.