Política

Arapongas fará audiência pública sobre nº de vereadores

Da Redação ·
 Maria Margareth Pimpão Giocondo apresentou requerimento propondo audiência pública e também projeto de emenda para manter 11 vereadores em Arapongas
fonte: Sérgio Rodrigo - da Tribuna do Norte - Diário do Paraná
Maria Margareth Pimpão Giocondo apresentou requerimento propondo audiência pública e também projeto de emenda para manter 11 vereadores em Arapongas

A Câmara de Arapongas aprovou na segunda-feira à noite, na primeira sessão ordinária após o recesso de julho, requerimento apresentado pela vereadora Maria Margareth Pimpão Giogondo (PMDB) propondo a realização de uma audiência pública no município para discutir a questão do aumento ou não de cadeiras no Legislativo local.

continua após publicidade


Atualmente, a Câmara de Arapongas tem 11 vereadores. No entanto, a Emenda Constitucional 58, que redistribui o número de vagas conforme o último censo populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), permite a ampliação para 19 cadeiras na cidade. Por outro lado, a Lei Orgânica do Município prevê hoje 16 vagas. No entendimento da vereadora Margareth, seria necessária uma emenda caso haja interesse de manter a composição atual do Legislativo.


Durante a sessão de segunda-feira, o assunto gerou polêmica nos debates na Câmara. Margareth também anunciou aos colegas que protocolou na secretaria da Casa um projeto de emenda para manter 11 cadeiras. No entanto, ela não conseguiu as outras três assinaturas para votar a matéria.

continua após publicidade


Margareth defende a manutenção da composição atual do Legislativo, mas observa que, caso a população se manifeste pelo aumento de vagas, acompanhará o que a sociedade determinar. “Queremos saber a posição da população nessa audiência pública. Enquanto isso, o projeto está pronto na secretaria da Câmara, aguardando a posição dos colegas vereadores”, afirma Margareth. Ela diz entender que o município, hoje, está bem representando com 11 vereadores e que, na sua opinião, não haveria a necessidade de aumentar o número de vagas no Legislativo.


A data da audiência pública ainda será marcada pelo presidente da Câmara, Sérgio Onofre da Silva.

Leia a matéria completa na edição desta quarta-feira da Tribuna do Norte - Diário do Paraná.