Mais lidas

    Paraná

    Curitiba

    Vou reabrir a cidade depois da Páscoa, diz Greca

    Vou reabrir a cidade depois da Páscoa, diz Greca
    Foto por Reprodução
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 28.03.2021, 19:01:15 Editado em 28.03.2021, 19:01:37
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O prefeito de Curitiba Rafael Greca garantiu que, após ter ampliado em mais uma semana o decreto de bandeira vermelha, que promoveu um lockdown, em Curitiba, nas últimas semanas, vai reabrir a cidade logo depois da Páscoa. Em entrevista à CNN, neste domingo (28), o prefeito defendeu as medidas que restringiram o comércio e atividades não essenciais.

    “Não me senti confortável em flexibilizar a abertura da cidade para as festas da Páscoa, por isso prorroguei a bandeira vermelha até depois da Páscoa. A Páscoa é um percurso da morte para a vida, é didática como caminhada em direção à redenção”, disse Greca, para depois confirmar. “No dia seguinte da Páscoa eu vou abrir a cidade”.

    Greca citou o índice de retransmissão da doença, que antes do lockdown estava em 1,41 (que significa que 100 pessoas transmitem o vírus para outras 141 pessoas). “A nossa taxa ‘r’ de retransmissão hoje está em 0.89 e até a Páscoa estará menor ainda. O lockdown funciona. Temos que pensar nas cidades e trabalhar pela vida”, disse Greca ao canal de televisão.

    O prefeito de Curitiba afirmou que por ser engenheiro, tem facilidade para entender os números e por isso é que a cidade vai, aos poucos, a partir da Páscoa, retomar a normalidade. “A progressão de queda do ‘r’, de 1,41 para 0,89 em dez dias, mostra que temos que abrir a cidade. Temos que ser resilientes, solidários, inteligentes”, disse o prefeito, que garantiu empenho para adquirir o máximo de vacinas possível.

    “Já vacinamos 179.841 pessoas até ontem (sábado), que é mais do que as 170 mil pessoas que já pegaram a doença. Se eu puder vou comprar todas as vacinas. Adorei a vacina Butanvac, a vacina de Ribeirão Preto. Não temos que brigar por causa da vacina. Vacina não tem partido, vírus não tem pátria. Enquanto o mundo não estiver vacinado, não estaremos seguros”, afirmou Greca.

    O prefeito garantiu que está negociando com todos os laboratórios. “Tô negociando vacina com todo mundo, aceitamos todas as vacinas federais. Na mesma hora que o Dimas Covas anunciou a Butanvac, mandei uma carta pro Dória pedindo 2 milhões de doses. Eu já tenho uma carta pronta que só coloco minha assinatura e disparo. Já mandei umas 20 cartas para laboratórios do mundo todo”.

    Greca comentou sobre as iniciativas dos municípios em tentar comprar vacinas por conta própria. “Arrancamos do Supremo o direito de comprar vacina, criamos consorcio da Frente de Prefeitos do Brasil. Agora vai. Se eu conseguir comprar, vou comprar. Mas não quero brigar. Quero somar com o ministério. Respeito muito o ministro Queiroga. Abram as portas do Brasil para a imunização”.

    Atualização

    Curitiba registrou, neste domingo (28), 824 novos casos de covid-19 e 29 mortes de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde. Vinte e três desses óbitos ocorreram nas últimas 48 horas.


    Com informações: Tribuna Paraná

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Paraná

    Deixe seu comentário sobre: "Vou reabrir a cidade depois da Páscoa, diz Greca"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.