Vereadora de Curitiba investigada por rachadinha vai para prisão domiciliar - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

PARANÁ

Vereadora de Curitiba investigada por rachadinha vai para prisão domiciliar

Foto por
Escrito por redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A Justiça concedeu prisão domiciliar para a vereadora de Curitiba Fabiane Rosa (PSD), que estava na cadeia desde o último dia 27 por uma investigação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público (MP). Os indícios apontam que a parlamentar é suspeita de um esquema de rachadinha – quando o político recebe parte do salário do seus funcionários comissionados. Fabiane deve deixar, nas próximas horas, a Penitenciária Feminina de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba.

Com a decisão, a prisão preventiva foi transformada em domiciliar. A principal justificativa para a decisão foi o fato da vereadora ter um filho de quatro anos que depende dos cuidados dela.  “Decisão acertada do Tribunal de Justiça (TJ), com um olhar atento para mulheres em condições especiais. A vereadora Fabiane Rosa tem um filho de apenas quatro anos e sua presença é imprescindível para o cuidado dele. A prisão era para a colheita probatória, o que aconteceu, então ficou desnecessária mantê-la”, disse o  advogado Jeffrey Chiquini, que representa a parlamentar.

Para a prisão domiciliar, a vereadora deverá pagar fiança de dez salários mínimos nacionais (R$ 10.450), comparecer mensalmente em juízo, está proibida de manter contato com pessoas relacionadas à investigação e não pode deixar Curitiba sem autorização judicial.

(Banda B)

Gostou desta matéria? Compartilhe!
TNTV
TribunaPlay

Jornal da Tribuna desta segunda-feira (14/09)

Deixe seu comentário sobre: "Vereadora de Curitiba investigada por rachadinha vai para prisão domiciliar"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.