Paraná

Vereador deixa a sessão para jogar truco no Paraná

Antes dos demais vereadores, ele pediu a palavra porque tinha um compromisso "com o pessoal do truco".

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Vereador deixa a sessão para jogar truco no Paraná
fonte: Reprodução

O vereador de Formosa do Oeste, Raimundinho Marques Cavalcante (PL) deixou a sessão ordinária realizada na noite de segunda-feira (25) por um motivo que chamou a atenção e fez o vídeo da transmissão viralizar. Antes dos demais vereadores, ele pediu a palavra e disse que precisava sair porque tinha um compromisso "com o pessoal do truco".

continua após publicidade

A votação já estava encerrada, entretanto o presidente da câmara,  Miguel Ascencio Nabarro (PP), pediu para que cada vereador fizesse as considerações, com isso eles ainda tratavam e debatiam sobre assuntos do município quando o vereador Raimundinho interrompeu a sessão:

"Eu gostaria senhor presidente de me retirar. Eu peço desculpa aos nossos colegas, eu tenho um compromisso ali no bocha com o pessoal do truco né!? Não adianta mentir né!? Quem quiser passa lá que eu tô lá!", disse o vereador se despedindo.

continua após publicidade

O vídeo com a declaração viralizou e tem dividido opiniões. Assista:

 null - Vídeo por: Reprodução  

"Foi um erro"

continua após publicidade

O vídeo que repercutiu nas redes sociais e deixou a comunidade revoltada com a atitude do vereador de Formosa do Oeste Raimundinho Marques Cavalcante, fez com que ele se manifestasse, admitindo que a situação foi um erro.

Em conversa por telefone com o portal CGN, Raimundinho disse que sempre foi muito sincero, não gosta de mentiras e por isso disse o motivo que se ausentaria. Ele ressaltou que durante os oito mandatos como vereador, nunca havia saído antes do término de uma sessão.

Raimundinho pontuou também que a sessão propriamente, já havia se encerrado. Ele disse que naquele momento o presidente já havia finalizado e aberto o espaço para “explicação pessoal” e discussão de outros assuntos relacionados ao andamento da máquina pública.

continua após publicidade

“Foi um erro e uma infeliz colocação, mas eu não gosto de mentiras. Estou no meu oitavo mandato, sendo presidente da câmara por cinco vezes e sempre trabalhei defendendo o município”, disse o vereador.

Colaboração, CGN.