Paraná

UTI: secretário propõe que "baladeiros" fiquem por último

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia UTI: secretário propõe que "baladeiros" fiquem por último
fonte: Arnaldo Alves/AEN
UTI: secretário propõe que "baladeiros" fiquem por último

No último domingo (21), uma postagem feita em uma rede social repercutiu após o secretário de Justiça do Paraná e deputado federal licenciado Ney Leprevost sugerir que quem for pego em festas clandestinas, não tenham prioridade na fila por um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), caso sejam infectadas pelo coronavírus.

continua após publicidade

De acordo com ele, seria criada uma "lista suja" da Covid-19 onde as pessoas que fossem flagradas organizando ou participando de baladas clandestinas seriam cadastradas e não teriam prioridade na UTI, ficando no fim da fila.

 

UTI: secretário propõe que "baladeiros" fiquem por último fonte: Reprodução/Facebook
continua após publicidade

Ainda conforme o secretário, a proposta não iria impedir o tratamento da saúde destas pessoas, mas elas não terão prioridade diante de alguém que não participou de festas. “Não se nega tratamento, mas se prioriza quem cumpre a lei”, destaca Ney.

Ele relata que haverá pessoas que dirão que a ideia é inconstitucional, porém, ele alega: "O direto de se divertir e de enriquecer com o lazer dos outros não se sobrepõe ao direto a vida e a saúde".