Paraná

Uso das máscaras deve ser mantido no PR, afirma Beto Preto

Segundo o secretário, é preciso avaliar os números da pandemia para rever decisão.

Da Redação ·
O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, atende a imprensa nesta terça-feira (18) no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) para falar sobre a vacinação contra a Covid-19.  
Foto: Geraldo Bubniak/AEN
fonte: Da Redação
O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, atende a imprensa nesta terça-feira (18) no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) para falar sobre a vacinação contra a Covid-19. Foto: Geraldo Bubniak/AEN

A obrigatoriedade do uso da máscara de proteção individual ainda deve existir por mais algum tempo no Paraná. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, é preciso avaliar os números da pandemia para rever essa decisão.

continua após publicidade

“Estávamos preparados para flexibilizar o uso da máscara ao ar livre em dezembro, porém a variante ômicron acabou atrapalhando. Para tomar essa decisão, precisamos ter muita cautela, transparência, acabamos de sair do carnaval, geralmente, depois de 10 a 15 dias, o número de casos pode subir, então vamos esperar os próximos dias, temos que trabalhar com números. Um pensamento de flexibilização só pode existir se tiver uma vacinação acontecendo, por isso é necessário continuar vacinando. Crianças com a primeira dose, idosos e adultos com dose de reforço, a vacinação é fundamental para essa decisão de retirar a máscara”, enfatiza o secretário.

Investimentos

continua após publicidade

Beto Preto informou que neste mês será lançado o programa Opera Paraná, com um grande investimento para custear as cirurgias eletivas que estão atrasadas, por causa da pandemia no novo coronavírus. "Neste ano, com a sensibilidade do governador Ratinho Junior, conseguimos a liberação de R$150 milhões para a realização das cirurgias no estado, é o maior investimento do Paraná para o setor”

O secretário, que é ex-prefeito de Apucarana, comemorou a assinatura da ordem de serviço para a construção da Unidade Básica de Saúde do Jardim Primavera. A obra está orçada em R$ 1.318.439,38, sendo R$ 650 mil de repasse do Governo do Estadual e R$ 668.439,38 de recursos do município. Beto Preto adiantou que o município deve ser beneficiado com mais recursos nos próximos dias.

“Estou muito satisfeito com essa ordem de serviço para construção da UBS do Jardim Primavera, o terreno foi doado ainda no meu mandato. A região do João Paulo é muito grande, cresceu muito e aquela região merecia mais atenção. É uma obra muito importante principalmente para a área da atenção primária à saúde. Na próxima quarta-feira (16), em um evento em Curitiba, no Palácio do Iguaçu, vamos formalizar uma série de incentivos para a compra de ambulâncias, reformas em UBSs e Apucarana será contemplada. Serão R$250 milhões para a saúde dos municípios, além da liberação de 15 milhões para a compra de tabletes para os agentes comunitários da saúde”, finaliza.