Paraná

UEM anuncia retorno das aulas presenciais em janeiro

A universidade planeja uma volta gradativa das aulas presenciais, ainda referentes ao segundo semestre letivo de 2021

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia UEM anuncia retorno das aulas presenciais em janeiro
fonte: Divulgação/UEM

Nesta quarta-feira (17), o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEP) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) aprovou a retomada de aulas presenciais do segundo semestre do ano letivo de 2021, seguindo rigorosos protocolos de biossegurança.

continua após publicidade

O Parecer 027/2021 da Câmara de Graduação, Extensão e Educação Básica e Profissional (CGE), do relator Ednei Aparecido Santulo Junior, foi aprovado pelo CEP com 121 votos favoráveis, além de 2 contrários e 3 abstenções.

O documento prevê o retorno gradual das aulas presenciais, ainda referentes ao segundo semestre letivo de 2021. No início, no dia 10 de janeiro de 2022, as aulas acontecem de forma remota, para viabilizar a organização dos campi para receber os alunos e professores após o recesso de fim de ano. Já em 17 de janeiro, o retorno presencial é para as turmas a partir dos segundos anos e 31 de janeiro para os calouros, ou seja, as turmas de primeiro ano.

continua após publicidade

Na reunião, que foi presidida pelo reitor em exercício, Ricardo Dias Silva, também foi decidido que, a fim de recuperar a carga horária que não foi ofertada durante o ensino remoto, os cursos poderão ofertar até 20% da carga horária das disciplinas no formato a distância.

“Estamos em um momento em que a matriz de risco epidemiológico encontra-se em nível baixo há mais de dois meses e, portanto, fornece segurança para que se planeje um retorno às atividades letivas presenciais”, explica Ednei Aparecido Santulo Junior.

Ainda de acordo com o relator, o retorno imediato é inviável pois a retomada das atividades presenciais exigirá que muitos alunos procurem moradias nos municípios que abrigam campi da UEM ou transporte fretado diário.

continua após publicidade

“Além disso, encontramo-nos a poucas semanas do final do semestre letivo, o que tornaria esse planejamento ainda mais dificultoso. Outro fator a ser considerado é que a retomada das atividades letivas demandará alguns serviços e possíveis readequações nos campi para garantir um retorno seguro à comunidade acadêmica, o que demanda um período de reflexão e planejamento”, esclarece Santulo Junior.

Fonte: RICMAIS