Paraná

UEL divulga a primeira convocação do Vestibular 2022

Os aprovados devem fazer a pré-matrícula até o dia 26 de abril e as aulas iniciam em 1º de agosto

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia UEL divulga a primeira convocação do Vestibular 2022
fonte: UEL

Nesta terça-feira (19), 2.303 candidatos foram chamados na 1ª convocação do Vestibular 2022 da UEL. A lista completa pode ser acessada no Portal da Coordenadoria de Processos Seletivos (COPS)

continua após publicidade

Os aprovados devem fazer a pré-matrícula até o dia 26 de abril, no Portal do Estudante. Os novos alunos iniciam as aulas a partir de 1º de agosto, quando começa o ano letivo 2022.

Além da pré-matrícula, os aprovados na 1ª convocação precisam fazer a postagem de documentos acadêmicos e pessoais junto à Pró-reitoria de Graduação (PROGRAD), conforme previsto no Manual. Outra observação importante é a necessidade de confirmação de matrícula, que deverá ser realizada na primeira semana de aulas. O procedimento é totalmente online e necessário para todos os novos alunos.

continua após publicidade

Já os candidatos não aprovados nesta terça-feira (19) deverão manifestar interesse pela vaga no período entre 19 e 26 de abril. O objetivo é garantir o nome nas demais chamadas do vestibular. A manifestação de interesse deve ser feita via internet, no site da COPS.

A UEL publica no dia 28 de abril, às 14 horas, a relação dos candidatos que declararam interesse na Lista de Espera do Vestibular 2022 e no dia 5 de maio, a partir do meio-dia, a 2ª convocação dos aprovados. Os estudantes ainda poderão conferir as notas por meio do Boletim de Desempenho do Candidato, divulgado no site da Cops.

Segundo a Cops, os estudantes já estão habituados quanto à necessidade de manifestação de interesse para garantir a vaga nas chamadas posteriores do concurso. Ela explica que o processo é simples.

continua após publicidade

A novidade deste ano são as cotas para estudantes deficientes. Pela primeira vez a UEL realizou um Vestibular com 5% do total das vagas reservadas para pessoas com deficiência, em obediência à Lei Estadual 20.443/2020. Nesta primeira experiência, 86 candidatos se inscreveram pelo sistema de cotas para deficientes. De acordo com resolução aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), os candidatos deficientes aprovados deverão posteriormente comprovar a sua condição física por meio de atestado médico, que deverá ser apresentado no ato da pré-matrícula. Uma comissão multidisciplinar analisará a documentação garantindo o direito do estudante.

Pelo segundo ano consecutivo a universidade realizou o Vestibular em fase única. A prova foi realizada no último dia 6 de março, com 50 questões objetivas e mais a prova de Redação. O concurso registrou 30% de abstenções – 6,7 mil candidatos de um total de 22.587 inscritos. O total de 15.069 candidatos prestaram o Vestibular. Este ano a UEL ofereceu 2.509 vagas, mais 616 pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU), totalizando 3.125, em 52 cursos de graduação.


Fonte: Agência Estadual de Notícias.