Paraná

Suspeito de matar vizinha se apresenta na delegacia

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Suspeito de matar vizinha se apresenta na delegacia
fonte: Divulgação/PC
Suspeito de matar vizinha se apresenta na delegacia

Na tarde desta segunda-feira (22), o suspeito de ter matado Rosicléia Dimarafigo de Lourena, de 37 anos, se apresentou na Delegacia de Polícia Civil (PC) e afirmou ter cometido o crime. O acusado efetuou um disparo em sua vizinha, Rosicléia, após ela ter reclamado de som alto. 

continua após publicidade

Porém, o homem deu uma nova versão sobre o crime. Ele relatou que Rosicléia era quem "provocava" com som alto. Um revólver calibre .38, utilizado no crime, foi apreendido pelas autoridades

O suspeito prestou depoimento à polícia e afirmou que tinha desentendimentos com a vizinha frequentemente. Conforme o relato dele, na noite de sábado (20), ele havia chegado do trabalho enquanto a vizinha estava ouvindo música com volume alto. Ao ir à residência de Rosicléia para falar do som alto, ele relatou que foi ameaçado pela mulher. Na sequência, retornou a sua casa, tomou posse de uma arma e atirou na vizinha. 

continua após publicidade

A vítima dos disparos chegou a ser atendida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), porém acabou não resistindo. 

O autor dos disparos havia fugido após o crime, mas se apresentou nesta segunda-feira, juntamente de um advogado. 

O crime

continua após publicidade

Durante a noite de sábado (20), uma mulher foi morta com um tiro na cabeça no Conjunto Habitacional Fortunato Perdoncini, em Campo Mourão, no Paraná. A vítima foi identificada como Rosicléia Marafigo de Lourena, de 37 anos. 

 

Suspeito de matar vizinha se apresenta na delegacia fonte: Reprodução/Facebook

De acordo com as informações, Rosicléia havia ido à casa do vizinho reclamar do som, que estava alto. Na sequência, o vizinho, que não gostou da reclamação, tomou posse de uma arma de fogo e efetuou um disparo contra a mulher. A vítima foi atingida na cabeça e morreu no local.

continua após publicidade

Equipes do Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) se mobilizaram para atender a ocorrência, porém, apenas puderam constatar o óbito de Rosicléia. 

Segundo informações, o autor do disparo empreendeu fuga logo após o crime. O caso está sendo apurado pela Polícia Civil.