Segurança do paciente é alvo de trabalho contínuo nos hospitais - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Saúde

Segurança do paciente é alvo de trabalho contínuo nos hospitais

Foto por Agência de Notícias do Paraná
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu 17 de setembro como o Dia Mundial da Segurança do Paciente. Simbolizada pela cor laranja, a data marca um trabalho contínuo realizado dentro das unidades hospitalares em relação às ações e práticas que visam garantir a segurança do paciente e dos profissionais de saúde.

O tema definido para este ano pela OMS é “Segurança do trabalhador da saúde: uma prioridade para a segurança do paciente”, pensado a partir da atuação daqueles que estão na linha de frente em meio à pandemia pela Covid-19.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, reforça que a segurança do paciente envolve também a segurança dos profissionais que prestam o atendimento. “Se ambos estão em ambiente controlado, com equipamentos de proteção individual, e as condutas seguem os protocolos de segurança, podemos dizer que é possível reduzir os riscos que envolvem os atendimentos e tratamentos para os pacientes, assim como também aos profissionais.” 

A Secretaria da Saúde do Paraná participa e promove ações e projetos com foco no aprimoramento dos serviços e da segurança nos atendimentos. Um dos projetos é o Segurança do Paciente na APS, executado pelo Hospital Moinhos de Vento de Porto Alegre, em parceria com Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass)/Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS).

PESQUISA – A Diretoria de Atenção e Vigilância em Saúde reforça a todos os hospitais com leitos de UTI do Estado que participem da Avaliação das Práticas de Segurança do Paciente realizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Com base nestas informações, a Anvisa, juntamente com as secretarias estaduais de Saúde, revisará os processos utilizados para avaliação das práticas de segurança do paciente nestes estabelecimentos, com atualização das regulamentações.

AVALIAÇÃO - Em 2018, dos 120 hospitais com leitos de UTI no Paraná, 80 (66,67%) participaram da Autoavaliação das Práticas de Segurança do Paciente. Destes, 24 (20%) foram classificadas como estabelecimentos de alta adesão. Em 2019, após a implementação de ações por parte da Coordenadoria de Vigilância Sanitária, esta adesão aumentou e 111 (92,5%) hospitais com leitos de UTI responderam ao questionário. Aproximadamente 50%, 60 estabelecimentos, foram classificados como de alta adesão. O resultado da autoavaliação feita em 2019 está disponível no link https://bit.ly/3bE237t.

ALERTA - Servidores da 22ª Regional de Saúde, em Ivaiporã, promoveram uma ação para lembrar o Dia Mundial da Segurança do Paciente e também o Dia Mundial da Sepse, instituído em 13 de setembro. Os profissionais das divisões de vigilância em saúde e atenção, gestão em saúde, epidemiologia e vigilância sanitária desenvolveram atividades de orientação e motivação com os hospitais e a Atenção Primária em Saúde com as Unidades Básicas de Saúde.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Segurança do paciente é alvo de trabalho contínuo nos hospitais"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.