Saúde propõe agilidade para licenciar prestadores de serviços - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Paraná

Saúde propõe agilidade para licenciar prestadores de serviços

Foto por Agência de Notícias do Paraná
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A Coordenadoria de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde apresentou nesta quarta-feira (05) proposta para simplificação de processos de licenciamento aplicados a vários segmentos como estabelecimentos comerciais, industriais e prestadores de serviços e de interesse à saúde.

O documento foi entregue ao secretário estadual da Saúde, Beto Preto, durante videoconferência promovida pela Diretoria de Atenção e Vigilância em Saúde, como parte da celebração do Dia Nacional da Vigilância Sanitária.

O evento contou com a participação de profissionais da área que atuam nas 22 regionais de saúde do Estado e nas vigilâncias municipais, além de representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) e representantes da vigilância de outros estados.

“As ações e processos da Vigilância Sanitária são pilares do Sistema Único de Saúde”, disse o secretário Beto Preto. “Simplificar, desburocratizar e harmonizar processos que representam mais saúde para a população é objetivo do governo Ratinho Junior, que no ano passado implantou o Programa Descomplica Paraná. Por isso, avaliamos que esta proposta deverá ser um marco no trabalho da Vigilância Estadual”, afirmou.

PROPOSTA – Segundo a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes, a proposta prevê maior agilização de todas as etapas da concessão da licença para que a operação de empresas e novos negócios aconteçam de forma mais rápida, gerando mais empregos e serviços para a população. A meta é compatibilizar a segurança sanitária com o desenvolvimento econômico”, afirmou.

A Licença Sanitária será emitida de acordo com a classificação do grau de risco que cada atividade representa. “São mais de 1.070 tipos de atividades cadastradas, como de baixo risco, 90 de médio risco, 90 de alto risco e 70 de risco condicionado”, disse a coordenadora de Vigilância Sanitária, Luciane Otaviano de Lima. “Fizemos vários estudos e pesquisas e concluímos que a simplificação é possível e trará melhorias tanto para a organização e trabalho da Vigilância quanto para os resultados ofertados à população”.

A proposta, que será analisada pelo secretário Beto Preto, indica a adoção de mecanismos para a redução do tempo necessário para o licenciamento e também para a sua renovação.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Saúde propõe agilidade para licenciar prestadores de serviços"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Todos os candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.