Paraná

Rave clandestina termina com duas pessoas presas em chácara na região de Curitiba

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Rave clandestina termina com duas pessoas presas em chácara na região de Curitiba
Rave clandestina termina com duas pessoas presas em chácara na região de Curitiba

Duas pessoas foram presas em uma rave clandestina realizada na madrugada deste domingo (31),em uma chácara em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba. A Polícia Civil foi até o local após receber denúncia e deflagrou a operação Hécate para verificar a situação. 

continua após publicidade

De acordo com a polícia, a festa foi promovida e organizada por aplicativos de mensagens e redes sociais. Um seleto grupo combinava e arrecadava os ingressos vendidos.

De acordo com Sérgio Klaar, superintendente da Polícia Civil de Piraquara, chegando no local a equipe constatou que de fato acontecia uma confraternização com cerca de 30 pessoas. “A equipe policial se deslocou até o local e quando chegou confirmou que realmente acontecia uma festa. Não era uma rave, mas era uma confraternização com cerca de 30 pessoas. Segundo a regulamentação para este momento de pandemia, isso não pode acontecer”, relatou o superintendente.

continua após publicidade

O organizador da festa teria, inclusive, apresentado aos policiais um contrato de locação da chácara para a realização do evento.

Com apoio do Canil da Divisão Estadual de Narcóticos (DENARC), a polícia fez uma varredura no local e encontrou uma quantidade de ecstasy, haxixe, maconha e lança-perfume. “Fizemos uma varredura no local e encontramos uma certa quantidade de drogas. Dois indivíduos assumiram a posse das mesmas e foram conduzidos à delegacia”, disse Klaar.

A operação Hécate tem como objetivo coibir festas e eventos neste momento de quarentena no município de Piraquara.

(Com informações da Banda B)

Tags relacionadas: #clandestina #Piraquara #Rave