Paraná

Projeto proíbe corte de serviços até o fim da pandemia

Projeto proíbe corte de serviços até que seja decretado o fim da pandemia

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Projeto proíbe corte de serviços até o fim da pandemia
fonte: Orlando Kissner / Alep
Projeto proíbe corte de serviços até o fim da pandemia

O deputado Soldado Fruet (PROS) apresentou um projeto de lei na Assembleia Legislativa do Paraná que proíbe as concessionárias de energia elétrica, gás, água e esgoto de realizarem o corte do fornecimento dos serviços até que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declare o fim da pandemia da Covid-19. A matéria altera o artigo 3º da Lei 20.187, de 22 de abril de 2020, que suspende os cortes “especificamente enquanto durarem as medidas de isolamento social da pandemia”. Segundo o parlamentar, “a mudança proposta tem o objetivo de melhor delimitar o período em que os serviços não podem ser interrompidos, pois algumas cidades paranaenses já relaxaram as medidas de isolamento social, enquanto outras ainda estão com regras restritivas em vigor”. 

continua após publicidade

O deputado ressalta que, com a declaração da pandemia pela OMS, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) havia aprovado a proibição de cortes por falta de pagamento para todos os consumidores, entre 24 de março e 31 de julho. Mas, no último dia 21 de julho, por meio da Resolução Normativa nº 878/2020, a ANEEL liberou as concessionárias reguladas, como a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), a realizarem cortes a partir do dia 1º de agosto. Na ocasião, a ANEEL prorrogou até o final do ano a proibição da interrupção nos serviços somente para famílias de baixa renda.

“O momento é de profunda crise sanitária e econômica, o que contribui para que muitas pessoas se tornem inadimplentes em suas contas”, destaca o deputado. Segundo ele, “infelizmente, várias famílias que nunca foram reconhecidas como baixa renda passarão a fazer parte deste grupo”. Por esta razão, diz, “estou propondo esta medida humanitária, justa e necessária nesse momento excepcional e tão difícil que estamos enfrentando”.

continua após publicidade

Histórico - A Lei 20.187 resultou do PL 180/2020, apresentado pelo Soldado Fruet em coautoria com o Delegado Francischini (PSL), que proibia a interrupção dos serviços de todos os consumidores paranaenses por 180 dias. Como o PL foi anexado a outros dois projetos, foi aprovado um substitutivo geral, assinado pelos 54 deputados estaduais, que modificou a duração da medida e o público beneficiado: famílias com renda per capita mensal de até meio salário mínimo estadual (R$ 522,50) ou três salários mínimos estaduais totais (R$ 3.135); idosos; pessoas com Covid-19, doenças graves ou infectocontagiosas; pessoas com deficiência; trabalhadores informais; e comerciantes, enquadrados pela Lei Federal como Micro e Pequenas Empresas ou Microempreendedor Individual (MEI).