Projeto de lei define trabalhadores que devem ter tratamento prioritário - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

    Paraná

    Projeto de lei define trabalhadores que devem ter tratamento prioritário

    Foto por Luciomar Castilho
    Escrito por Da Redação
    Publicado em Editado em
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

    O deputado Delegado Recalcatti (PSD) apresentou na Assembleia Legislativa do Paraná, nesta semana, o projeto de lei 423/2020 que prevê a definição das categorias de trabalhadores e servidores públicos que devem receber tratamento prioritário caso sejam envolvidas nas ações de prevenção e de combate durante crises de saúde pública, como endemias, epidemias e pandemias.

    "O Poder Público estadual e os empregadores ou contratantes adotarão, imediatamente, medidas para preservar a saúde e a vida de todos os profissionais considerados essenciais ao controle de doenças e à manutenção da ordem pública", determina o texto.

    "O projeto de Lei tem a finalidade de garantir a adequada atenção aos servidores e trabalhadores em geral que arriscam a sua própria vida durante essas crises como a que vivemos atualmente com o coronavírus", explica Delegado Recalcatti.

    O texto especifica duas ações que devem ser adotadas pelos empregadores: o fornecimento gratuito de equipamentos de proteção individual (EPIs) e a prioridade na realização de testes de diagnóstico de doenças e contaminação.

    No projeto de lei, estão definidas ainda as cerca de 60 categorias profissionais e de trabalhadores consideradas essenciais e que, portanto, terão direito aos benefícios.

    Entre outras áreas de atuação, a maioria das categorias citadas atua diretamente ou faz parte do sistema de saúde e da segurança pública.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!
    TNTV
    TNTV

    Como reestruturar e garantir a sobrevivência do meu negócio?

    Deixe seu comentário sobre: "Projeto de lei define trabalhadores que devem ter tratamento prioritário"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.