Paraná

Programa Voe Paraná leva turistas a todas as regiões do Estado

Várias cidades do Paraná, como Apucarana, por exemplo, contam com uma série de atrativos turísticos alternativos

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
As operações são realizadas de três a quatro vezes por semana, feitas com o Cessna Gran Caravan, modelo utilizado pela Azul Conecta, com capacidade para nove clientes
fonte: Prefeitura de Cornélio Procópio
As operações são realizadas de três a quatro vezes por semana, feitas com o Cessna Gran Caravan, modelo utilizado pela Azul Conecta, com capacidade para nove clientes

Programando uma viagem no feriado, mas com um roteiro alternativo? Uma boa pedida é procurar destinos fora da rota turística clássica no Paraná. E essa alternativa passa pelas conexões aéreas implementadas com o Voe Paraná, que conecta Curitiba a cidades do Interior, no maior programa de aviação regional do País.

continua após publicidade

Os municípios de Cianorte, Telêmaco Borba, Arapongas, Campo Mourão, Apucarana, Guaíra, Francisco Beltrão, Cornélio Procópio, União da Vitória e Umuarama recebem voos vindos da Capital e contam com uma série de atrativos turísticos alternativos. As operações são realizadas de três a quatro vezes por semana, feitas com o Cessna Gran Caravan, modelo utilizado pela Azul Conecta, com capacidade para nove clientes.

Além disso, há voos regulares da Capital para Toledo, Guarapuava, Pato Branco, Ponta Grossa, Londrina, Maringá e Foz do Iguaçu. O Voe Paraná mudou o cenário aeroportuário do Estado. O número de aeroportos com operações regulares passou de seis, em 2018, para 20 em janeiro deste ano. O Paraná também recebe voos de várias capitais brasileiros e da Argentina.

continua após publicidade

A concretização destas operações se deve a uma política de estímulo do Governo do Estado a esses voos e de investimentos para as prefeituras modernizarem os aeroportos locais. 

“É o maior programa de aviação regional do País, conectando cidades de médio porte a qualquer canto do mundo. As companhias são parcerias dessa ideia e um feriado prolongado é uma boa chance de conhecer lugares novos de uma maneira simplificada", afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Confira alguns atrativos turísticos perto das cidades do Voe Paraná:

continua após publicidade

CENTRO-OESTE – Um dos destinos do Voe Paraná é Campo Mourão, no Centro-Oeste do Estado, com chegada e saída às terças, quintas e sábados. Para quem tem a oportunidade de estender o passeio, a dica é as Termas de Jurema, localizado em Iretama, a cerca de 55 quilômetros da cidade.

O município conta ainda com vários atrativos voltados ao turismo de águas, como o Parque do Lago, ideal para a prática de esportes, caminhadas pela mata, passeios de pedalinho ou caiaque no lago. Mais um local ideal também para o turismo aquático, pesca e passeios é a Represa Mourão.

NOROESTE – Há também voos para Paranavaí, no Noroeste, às terças e quintas. A cerca de 100 quilômetros da cidade está um dos atrativos turísticos mais visitados do Paraná: a cidade de Porto Rico, que conta com aproximadamente 28 quilômetros de margem do Rio Paraná, o segundo maior da América do Sul. Famosa pelas praias de água doce, com destaque para a de Santa Rosa, a do Porto de São José e a Ilha Mineira, a área é ideal para a prática de esportes aquáticos e passeios de barco.

continua após publicidade

A Azul ainda tem voos para cidades como Umuarama, às terças, quintas e sábados, onde há parques com espaços para lazer em meio a natureza e cachoeiras para quem gosta de fazer trilhas, além de uma réplica da Torre Eiffel, muito visitada.

Outro destino na região é Cianorte, com voos às segundas, quartas e sextas. A cidade tem uma das maiores florestas urbanas do país, com 523 hectares, e oferece espaços para trilhas e caminhadas, além de cachoeiras e rios na área rural. Entre os destaques está a Trilha das Perobas, com mais de 30 exemplares da espécie, sendo algumas delas centenárias.

continua após publicidade

OESTE – Outro destino é Guaíra, com voos às segundas, quartas e sextas. A cidade é propícia para a pesca e a prática de esportes aquáticos, como wakeboard, caiaque e remo. Além disso, há também o Parque Nacional de Ilha Grande, uma das maiores áreas de preservação ambiental do Paraná, unindo em seu ecossistema o cerrado e o pantanal. Aberto todos os dias para visitação, o turista pode navegar e nadar nas margens do Rio Paraná.

O Oeste também tem o Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, que dispensa apresentações: é uma das sete maravilhas da natureza.

CAMPOS GERAIS e VALE DO IVAÍ – Nos Campos Gerais, o destino é Telêmaco Borba, com voos às segundas, quartas e sextas. O destaque na cidade é o bonde aéreo sobre o Rio Tibagi, com um vão livre de 1.318 metros e 76 metros de altura. Outro destino é Apucarana, no Vale do Ivaí, com voos às terças e quintas. A dica na cidade é visitar a vinícola com vista privilegiada para as montanhas. Ponta Grossa, com Vila Velha, e Maringá, a cidade canção, são outras atrações próximas a essas cidades.

continua após publicidade

NORTE – Na região Norte, o destino é Arapongas, com voos às segundas, quartas e sextas, onde o foco é o turismo religioso, que envolve visitação em igrejas e rotas de peregrinação. A cidade também conta com feiras gastronômicas. Outra cidade da região com voos disponíveis é Cornélio Procópio, às terças e quintas.

SUDOESTE – No Sudoeste, estão disponíveis voos para Francisco Beltrão e Pato Branco, com roteiros que permitem o contato com a natureza, degustação de vinhos.

SUL – Outra cidade que conta com opções de turismo religioso é União da Vitória, onde está localizada a segunda maior estátua do Sagrado Coração de Jesus do Brasil, além de oferecer passeios para quem quer mergulhar na história local. O destino tem voos às terças e quintas. O local ainda é forte pelo turismo ferroviário: é possível passear de maria-fumaça e visitar uma estação ferroviária que conta um pouco da história da Guerra do Contestado. 

continua após publicidade

Conheça outros atrativos turísticos do Estado:

CATARATAS – Foz do Iguaçu, no extremo Oeste do Estado, é um dos destinos turísticos mais importantes do Brasil e o mais visitado por estrangeiros do Paraná. O principal cartão postal da cidade é as Cataratas do Iguaçu, um complexo de 275 quedas que se estendem por quase cinco quilômetros do Rio Iguaçu. A cidade também abriga a Hidrelétrica de Itaipu, a maior do mundo em geração de energia, o Parque das Aves, o Marco das 3 Fronteiras e outros atrativos.

continua após publicidade

VILA VELHA – Para quem deseja aproveitar o contato com a natureza no feriado prolongado de Corpus Christi, o Parque Vila Velha, localizado a apenas 90 km de Curitiba, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, é uma ótima opção. O local funcionará em horário normal para atender aos visitantes durante os quatro dias de feriado com atrações como o circuito de Arvorismo, a descida na Tirolesa, o passeio de cicloturismo, além de todas as belezas naturais.

GUARTELÁ – O Cânion Guartelá fica nos Campos Gerais, entre os municípios de Castro e Tibagi. Entre seus principais atrativos estão o Cânion do Rio Iapó, a Cachoeira da Ponte de Pedra e os Panelões do Sumidouro, além de trilhas em meio a natureza.

SALTO SÃO JOÃO – Prudentópolis, na região Centro-Sul, tem uma das quedas d'água mais visitadas do Sul do país: o Salto São João tem 86 metros e conta com dois mirantes, um deles com trilha aberta e sinalizada, com vista para a cabeceira do Salto.

RIBEIRÃO CLARO – A região de Ribeirão Claro, localizada no Norte Pioneiro, é marcada pela produção de café de qualidade. Além disso, há atrativos turísticos como a Represa de Chavantes, balneários, cachoeiras e morros. Angra Doce, um dos principais destinos do Estado, fica na região.

CURITIBA – Curitiba, a Capital, tem diversos atrativos turísticos, que passam por museus, parques, centros comerciais, bares e restaurantes.

LONDRINA – Localizada no Norte, Londrina é uma das cidades paranaenses categorizadas como um dos principais destinos do Estado pelo Ministério do Turismo. É muito conhecida por seus atrativos, como os parques Arthur Thomas e Jardim Botânico, o Lago Igapó e a Mata dos Godoy, além de monumentos como o Museu de Arte, o Museu Histórico de Londrina e a Catedral Metropolitana.

MARINGÁ – A cidade canção é uma das poucas do Brasil que consegue conciliar crescimento populacional e preservação ambiental. Um dos destaques é a arborização, além de parques e bosques ricos em flora e fauna. Além disso, Maringá tem folclore e centros culturais de diversos povos, que mantêm vivas suas tradições. Entre os atrativos turísticos, os mais visitados são a Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, o Parque do Ingá e o Parque do Japão.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News