Paraná

Programa intensifica aprendizagem para alunos da rede estadual

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Programa intensifica aprendizagem para alunos da rede estadual
fonte: Reprodução/AEN
Programa intensifica aprendizagem para alunos da rede estadual

Até 18 de dezembro, último dia do ano letivo 2020, acontece o programa Se Liga - É tempo de Aprender mais. O foco é a intensificação da aprendizagem dos estudantes da rede estadual. Os alunos que precisam de uma força extra para concluir o ano terão acompanhamento com professores, diretores e pedagogos para se aprofundarem nos conteúdos abordados nas aulas, que acontecem de forma remota desde março.

continua após publicidade

O Se Liga é destinado tanto aos alunos que têm dificuldades em conteúdos específicos quanto àqueles que apenas desejam melhorar as notas e o rendimento. “As escolas têm autonomia para organizar os seus horários de aula, decidir quais disciplinas e conteúdos precisam de aprofundamento e como as atividades vão acontecer. Podem ser aulões, aulas interdisciplinares, reforço no contraturno ou monitoria de alunos”, explica Roni Miranda Vieira, diretor de Educação da secretaria estadual. “Neste momento, são todos pela aprendizagem.”

A partir desta segunda-feira (30), a organização das aulas não presenciais tem duas frentes: retomar o que é essencial de conteúdos para o desenvolvimento de habilidades e competências e, também, o aprofundamento de conhecimentos para que os estudantes possam avançar no desenvolvimento escolar como um todo.

continua após publicidade

Serão três momentos. Acompanhamento pedagógico, elaboração e intensificação das estratégias em cada escola e o encaminhamento para o eventual conselho de classe final.

Durante o período do programa, professores e escolas terão à disposição exemplos de boas práticas desenvolvidas em outros anos. O material faz parte de uma série de vídeos no Canal do Professor, que pode servir de exemplo para as ações, com base no que fez sucesso em 2019 e 2020. A série possibilita que professores tenham contato com práticas e estratégias desenvolvidas por colegas de várias partes do Estado. Depoimentos de docentes também contam a experiência no programa.  

As atividades serão planejadas de forma coletiva entre os educadores e podem ser propostas no formato de trabalhos em grupo, atividades orais, seminários, projetos, avaliações escritas, oficinas, entre outras possibilidades. Devem ser consideradas as diferentes formas de acesso dos estudantes às aulas não presenciais (aplicativo Aula Paraná, Google Classroom, TV aberta e atividades impressas).

“Ao longo do ano, a gente vai identificando o potencial de cada aluno. Esse programa é uma forma de rever conteúdos e dar uma nova oportunidade, uma nova chance para o aluno recuperar alguma nota, caso, naquele período em que foi avaliado, ele não tenha obtido êxito”, comenta Claudimira Gonçalves, diretora Colégio Estadual Santa Bárbara, em Bituruna, onde o programa foi um sucesso em 2019.