Plataforma online vai monitorar famílias vulneráveis socialmente - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Paraná

Plataforma online vai monitorar famílias vulneráveis socialmente

Foto por Agência de Notícias do Paraná
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, por meio do Programa Nossa Gente Paraná, vai disponibilizar aos 399 municípios do Paraná uma ferramenta online “georreferenciamento de famílias em situação de vulnerabilidade social”.

A plataforma vai apoiar as prefeituras no acompanhamento intersetorial das áreas de assentamento precário e unidades da rede socioassistencial da população socialmente vulnerável.

O georreferenciamento pode ser acessado pelo Sistema de Acompanhamento das Famílias no site da Secretaria e foi desenvolvido pela unidade técnica do Programa Nossa Gente Paraná e pelo Núcleo de Informática e Informações da Sejuf, com recursos do contrato entre o Estado e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). 

O sistema utiliza dados extraídos do CadÚnico, Sistema de Informações sobre Necessidades Habitacionais do Paraná e Cadastro do Sistema Único de Assistência Social (CadSUAS). 

Segundo o secretário Mauro Rockenbach, o georreferenciamento é um importante aliado no planejamento e gestão de políticas públicas. “No contexto do Programa Nossa Gente Paraná, este sistema vai contribuir com as equipes dos equipamentos Cras e Creas, bem como das demais políticas e serviços públicos que fazem parte dos Comitês do Programa (Emater, Cohapar, Defesa Civil, unidade básica de saúde e escolas,) nas necessidades diárias que envolvem a busca ativa de famílias, visitas, atendimentos coletivos, planejamento de inclusão por território/bairro, entre outras. Com isso, o trabalho em campo é facilitado e otimizado”.

Por meio do georreferenciamento, o município visualizará seu território, em duas modalidades: mapa ou visualização por satélite. Podem ser aplicadas camadas para visualizar a localização de áreas de assentamento precário - conjuntos habitacionais degradados, cortiços, favelas e loteamentos irregulares ou clandestinos, unidades da rede socioassistencial e famílias inscritas no CadÚnico, com destaque para aquelas em situação de alta vulnerabilidade social (conforme IVF-PR Índice de Vulnerabilidade das Famílias Paranaenses) ou com necessidade de regularização cadastral. 

Mais de 90% das famílias inscritas no CadÚnico no Paraná estão georreferenciadas. No caso daquelas que ainda não estão, o usuário do sistema pode marcar no mapa a localização do seu domicílio, tornando-as georreferenciadas.

A utilização da ferramenta será exclusiva dos profissionais membros dos Comitês Locais e Municipais do Programa Nossa Gente Paraná, e o acesso ao Sistema está condicionado à assinatura de Termo de Compromisso. “A sua funcionalidade será gradualmente aprimorada com novas camadas e ferramentas, sempre na perspectiva de apoiar o trabalho social com famílias e o planejamento e execução de ações de superação da pobreza e da vulnerabilidade social no Paraná”, disse a coordenadora do Programa Nossa Gente na Sejuf, Letícia Reis.

Deixe seu comentário sobre: "Plataforma online vai monitorar famílias vulneráveis socialmente"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.