Paraná

"Pena que não deu", diz jovem após tentar matar namorado

A moça justifica uma traição como motivo do crime.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia "Pena que não deu", diz jovem após tentar matar namorado
fonte: Via - Banda B
"Pena que não deu", diz jovem após tentar matar namorado

Uma jovem de 22 anos se entregou à polícia, no início da tarde desta terça-feira (10), após tentar matar o namorado. O caso aconteceu no bairro Sítio Cercado, em Curitiba, capital do Paraná. 

continua após publicidade

Conforme a polícia militar, a tentativa de homicídio ocorreu na última quinta-feira (5) e a faca usada no crime chegou a quebrar na vítima. Ainda segundo a polícia, o rapaz foi encaminhado para o Hospital do Trabalhador e passa bem. 

Em áudios repassados ao 10° Distrito Policial, Bruna Giovana Soares justifica uma traição como motivo do crime. “Só eu sei o tanto de coisa que eu fiz mano, o tanto que eu me esforcei para ele vir e pedir um tempo, porque o serviço tá demais. Daí eu descubro que ele está dormindo com outra. Chegou fazendo showzinho, que não estava dormindo com outra. Cansei, por mim eu tinha matado ele, pena que não deu”, disse.

continua após publicidade

 

"Pena que não deu", diz jovem após tentar matar namorado fonte: Via - Banda B

Segundo o boletim de ocorrência, o namorado alegou que a agressão aconteceu após Bruna se recusar a terminar o relacionamento entre eles.

O delegado Rinaldo Ivanike contou à Banda B que a jovem foi ouvida e alegou legítima defesa. “Ela diz que foi agredida pelo namorado e que se defendeu. No depoimento, ela afirma que houve disputa pela faca e que há pelo menos uma testemunha”, explicou.

continua após publicidade

Como a jovem se apresentou à Polícia Civil e não há mandado de prisão, ela passa a responder em liberdade.

O 10° Distrito Policial investiga as circunstâncias do crime e se, de fato, há legítima defesa.

Defesa

O advogado de Bruna, João Gabriel Sagaz de Camargo, confirmou que um amigo da vítima pode comprovar a versão dela. “No caso em questão, minha cliente foi surpreendida, derrubada da cama e ele é lutador. O único meio de se defender foi pegando os objetos cortantes, mas não foi com dolo”, garantiu.

Tags relacionadas: #AGRESSÃO #Curitiba