Pavimentação nova nos municípios já alcança 1,7 mil quilômetros - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Desenvolvimento Urbano

Pavimentação nova nos municípios já alcança 1,7 mil quilômetros

Foto por Jaelson Lucas
Escrito por AEN
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Com apoio do Governo do Estado, os municípios paranaenses reforçam ações de melhorias com pavimentação de 1.700 quilômetros de vias urbanas, entre 2019 e 2020. Isso equivale a distância de ida e volta entre Paranaguá e Foz do Iguaçu (734 km) pela BR-277 e mais duas viagens entre Londrina e Maringá (240 km). Os investimentos chegaram a mais de 97% dos e englobam obras concluídas, em andamento ou projetos já aprovados entre janeiro de 2019 e junho de 2020.

Os convênios são das secretarias de Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas e de Infraestrutura e Logística. As 846 assinaturas da primeira pasta em 388 municípios ultrapassam R$ 1,094 bilhão,  entre recursos a fundo perdido e financiamentos disponibilizados pelo Estado.

Os contratos da Secretaria de Infraestrutura abrangem mais de 70 cidades e envolvem cerca de R$ 146 milhões, incluindo as contrapartidas das prefeituras, responsáveis por contratar as melhorias urbanas.

“O Paraná tem um compromisso com o desenvolvimento sustentável e com a modernização dos municípios”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Pavimentação gera qualidade de vida, segurança, empregos e transforma a confiança dos cidadãos”, enfatiza.  “Em um ano e meio levamos melhorias a todo o Estado e estamos dialogando constantemente com os prefeitos e deputados estaduais para ampliar essa cobertura”.

MAIS RECURSOS - Apenas pela Secretaria do Desenvolvimento Urbano os municípios terão acesso a mais de R$ 600 milhões (US$ 118,3 milhões) para investir em melhoria urbana, incluindo pavimentação, nos próximos quatro anos. A Secretaria de Infraestrutura também prevê ampliar as contratações no segundo semestre.

 “O Paraná será um hub logístico da América Latina e as malhas viárias municipais são fundamentais nessa estratégia. Estamos crescendo de maneira organizada e planejada”, completa o governador Ratinho Junior.

MODERNIZAÇÃO - Pela Secretaria do Desenvolvimento Urbano já foram liberados recursos para 690,7 quilômetros de asfalto, a fundo perdido, em 517 convênios. Apenas nessa linha, que desonera as prefeituras, o investimento direto já ultrapassou R$ 404 milhões. Os recursos cobrem uma área de 5,5 milhões de metros quadrados e envolvem, ainda, melhorias na sinalização, drenagem, calçadas, acessibilidade, terraplanagem e meio-fio.

A última liberação aconteceu na semana passada: R$ 8,6 milhões para pavimentação de 5,3 quilômetros da Avenida Rui Barbosa, em São José dos Pinhais. A via é uma das principais ligações da Região Metropolitana de Curitiba. Esse investimento se soma a um pacote de obras que vão revitalizar praticamente todo o trecho da avenida, do Contorno Leste ao bairro Guatupê.

Também foram 806,6 quilômetros em 329 convênios de empréstimo pelo Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM), operacionalizado pela Paranacidade e pela Fomento Paraná com juros baixos. Foram disponibilizados R$ 689 milhões para renovar a malha viária em uma área de 6,4 milhões de metros quadrados.

“Os investimentos contemplam obras completas que acabam com buracos, asfalto velho, calçadas irregulares e vias urbanas com problemas de acúmulo de água da chuva”, afirma João Carlos Ortega, secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas. “Estamos modernizando os municípios, o dia a dia dos moradores, e levando mais segurança para o trânsito dos ônibus e dos caminhões que abastecem as empresas paranaenses”.

RAIO-X – Pela Secretaria do Desenvolvimento Urbano são 461 convênios de pavimentação nova (R$ 678 milhões) e 585 de recapeamento (R$ 415 milhões). Ao todo, o investimento alcança R$ 1,094 bilhão, sendo R$ 496,7 milhões ainda em andamento, gerando novos empregos, R$ 260,1 milhões em obras concluídas e R$ 155,5 milhões já autorizados para a licitação. Os demais recursos englobam obras contratadas, com medição encerrada ou liberadas para homologação.

ASSOCIAÇÕES - Até o momento 388 municípios foram beneficiados e os convênios com os demais 11 serão efetuados nos próximos meses. Todas as associações municipais do Paraná foram contempladas com pavimentação urbana nas cidades que as compõem.

Os 846 contratos envolvem, por exemplo, 118 cidades da Associação dos Municípios do Oeste (Amop), 14 da Associação dos Municípios do Litoral (Amlipa), 63 da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), 129 na Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec), 23 na Associação dos Municípios do Norte (Amunop) e 10 na Associação dos Municípios do Sul Paranaense (Amsulpar).

CIDADES GRANDES - Apenas para Curitiba foram destinados R$ 51,8 milhões pelo SFM em três convênios desde janeiro de 2019. O primeiro para recape asfáltico de 283,3 mil metros quadrados, o segundo para outros 314,5 mil metros quadrados e o terceiro para revitalização da Avenida Manoel Ribas, compreendendo serviços preliminares, drenagem, terraplenagem, pavimentação, paisagismo, sinalização, obras de arte especial, infraestrutura de fibra óptica e iluminação pública.

As obras envolvem 36 bairros: Água Verde, Alto Boqueirão, Bacacheri, Bairro Alto, Barreirinha, Boa Vista, Boqueirão, Santa Cândida, São Lourenço, Tingui, Ahú, Bigorrilho, Bom Retiro, Campina do Siqueira, Cascatinha, Cajuru, Capão da Imbuia, Capão Raso, Centro, Centro Cívico, Cristo Rei, Jardim das Américas, Juvevê, Mercês, Novo Mundo, Portão, Rebouças, Santa Felicidade, São Francisco, Santa Quitéria, São João, Sítio Cercado, Uberaba, Vila Izabel, Vista Alegre e Xaxim.

Em Foz do Iguaçu o investimento total em três convênios foi de R$ 9,9 milhões. Foram executados 206 mil metros quadrados de pavimentação de vias urbanas. Em Londrina os recursos da SEDU somam R$ 32 milhões para implantação do loteamento Cidade Industrial, incluindo terraplenagem, drenagem, pavimentação, serviços de urbanização, redes de água e esgoto, iluminação pública, e serviços complementares, além de pavimentação de vias urbanas, calçada em concreto, rampa de acessibilidade, sinalização horizontal e vertical e ensaios de controle tecnológico.

Para Maringá foram R$ 9,5 milhões em quatro convênios para asfaltar as 26 principais avenidas da região central. Para Umuarama foram R$ 18,8 milhões sem seis convênios; para Guarapuava, R$ 1,6 milhão; para Francisco Beltrão, R$ 15 milhões em oito convênios; para Pato Branco, R$ 4,1 milhões em dois convênios; e para Almirante Tamandaré, R$ 15 milhões em sete convênios.

MENORES - Municípios menores foram igualmente contemplados com as iniciativas do Governo do Estado. Atalaia, cidade de três mil habitantes, no Noroeste, recebeu R$ 150 mil; Morretes utilizou R$ 950 mil para asfaltar as principais ruas para melhorar o turismo; Barbosa Ferraz recebeu R$ 1,6 milhão para modernizar diversos trechos; Agudos do Sul executa obras viárias com recursos de R$ 286 mil; e Primeiro de Maio recapa diversas avenidas com apoio de R$ 1,3 milhão da SEDU.

DEMANDAS ANTIGAS – Em todas as regiões do Estado 74 municípios paranaenses também foram beneficiados com convênios da Secretaria de Infraestrutura e Logística ao longo desse um ano e meio. Os investimentos foram de aproximadamente R$ 146 milhões, a grande parte neste ano.

“Estamos trabalhando nos macroprojetos de Infraestrutura do Estado, como o Anel de Integração, os contornos rodoviários e as melhorias nas rodovias, mas mantendo as modernizações constante nos municípios”, explica o secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex. “Os convênios da nossa pasta ajudaram a tirar do papel demandas antigas da população, de acessos principais às avenidas de comércio. A obras impactam diretamente na rotina dos centros urbanos”.

Em 2019 foram 57,1 quilômetros asfaltados em 20 municípios diferentes de todas as regiões do Estado, a maioria de recape ou pavimentação asfáltica, além de três pavimentações poliédricas em Capitão Leônidas Marques e Roncador.

Em 2020 foram investidos recursos em 174,5 quilômetros em 55 municípios (algumas cidades receberam verbas nessa linha nos dois anos). Foram, ao todo, 64 recapes ou pavimentações, seis pavimentações poliédricas (Pinhalão, Prudentópolis, Araruna, Marumbi e Leópolis) e uma pavimentação em bloco sextavado em Santa Isabel do Ivaí.

Os convênios contemplam, ainda, implantação de ciclovia asfaltada (Ponta Grossa), drenagem e sinalização (Boa Esperança), recuperação de ponte (Pinhal de São Bento), implantação de trevo (São Miguel do Iguaçu e Entre Rios do Oeste) e implantação de calçada (Primeiro de Maio e Nova Santa Bárbara).

As melhorias alcançaram Guaíra, no Oeste, por exemplo. Foram liberados R$ 2 milhões para as pavimentações da Avenida Marginal e da Rua Albino Guzella. Os investimentos irão agilizar o trânsito e reduzir o número de veículos pesados na principal via que corta o município (BR-163).

Em Cascavel haverá reurbanização de um trecho de 1,8 quilômetro da Avenida Brasil, principal via de acesso à cidade, entre a Rua Corbélia e o Trevo Cataratas. O investimento é de R$ 5,28 milhões.

Box

Governo investirá mais R$ 600 milhões nos municípios

Os municípios terão acesso a mais de R$ 600 milhões (US$ 118,3 milhões) para investir em obras. Os recursos serão geridos pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e foram obtidos por empréstimo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

As intervenções do pacote chamado Paraná Urbano III estão divididas em dois núcleos e preveem investimentos pelos próximos quatro anos. O primeiro, de US$ 11 milhões (R$ 60 milhões, aproximadamente), é para modernização da gestão dos municípios. O valor pode ser investido na atualização de bases cartográficas, aperfeiçoamento de riscos operacionais, revisão de critérios econômicos, equipamentos de informática e capacitação para servidores.

O segundo núcleo, de US$ 107 milhões (R$ 560 milhões, aproximadamente), é para infraestrutura básica nos municípios. Eles serão destinados a pavimentação com sistema de drenagem, calçadas, acessibilidade, transporte urbano, parques, ciclovias, centros esportivos, galpões industriais e unidades básicas de saúde.

Box 2

Estado também implanta 148 quilômetros de novas rodovias

Além da pavimentação urbana, o Governo do Estado investe em 148 quilômetros de trechos rodoviários que não existiam, que estão sendo modernizados ou que passam por processo de duplicação. Eles estão localizados em todas as regiões do Paraná.

O maior trecho é a pavimentação da PR-364 entre Irati e São Mateus do Sul, com 49 quilômetros. O aporte por parte da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística é de pouco mais de R$ 108 milhões.

Outra pavimentação importante é entre Palmas e Coronel Domingos Soares, a PR-912, um trecho de 27,1 quilômetros que recebe investimento de R$ 59 milhões. Essa é uma rota importante para a indústria da madeira e beneficiamento de celulose das regiões Centro-Sul e Sudoeste, com conexões com a PRC-280, principal corredor de exportação da divisa entre o Paraná e Santa Catarina.

Também estão em execução a duplicação de 4,74 quilômetros da Rodovia dos Minérios (PR-092) entre Curitiba e Almirante Tamandaré; a duplicação da PR-323 entre Paiçandu e Doutor Camargo, próximo a Maringá, num trecho de 20,7 quilômetros; a duplicação da PR-445 entre Londrina e Irerê, com mais 15,8 quilômetros; e a pavimentação da PR-685 entre Tamboara e São Carlos do Ivaí, com 4,8 quilômetros.

Também devem ser entregues nos próximos anos o Contorno de Palotina (15,6 km) e o Contorno Noroeste de Francisco Beltrão (5,2 km), e neste semestre o Contorno de Pato Branco (5,2 km). Eles vão aliviar o trânsito de veículos pesados nas regiões centrais dos municípios e facilitarão o escoamento da produção agropecuária.

Novas obras vão ser aceleradas nos próximos meses com a aprovação do financiamento de R$ 1,6 bilhão, dos quais R$ 600 milhões serão para investimentos de infraestrutura.

Box 3

Paraná investe R$ 46 milhões em estradas rurais

A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento investe R$ 46 milhões em 59 convênios para pavimentação ou readequação de estradas rurais em todas as regiões do Estado. Já foram contemplados 48 municípios dentro dessa estratégia de melhorar o escoamento da produção rural e o cotidiano das famílias que vivem no campo, totalizando cerca de 185 quilômetros.

As iniciativas fazem parte do Programa Estradas Rurais Integradas aos Princípios e Sistemas Conservacionistas – Estradas da Integração, gerenciado pelo Departamento de Desenvolvimento Rural Sustentável (Deagro). Esse programa deve ser ampliado com o financiamento de R$ 1,6 bilhão que o Governo do Estado captou em um consórcio de bancos. Pelas projeções do projeto de lei, cerca de R$ 100 milhões serão destinados a obras de reestruturação nas vias do campo.

O Paraná tem como estratégica apostar nas suas vocações, e o agronegócio é responsável por cerca de 35% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Essas intervenções na malha rural preparam o Paraná para crescer e atrair novos parceiros para investimentos, dentro da nossa estratégia de ser um grande hub logístico da América do Sul”, arremata o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Estão em obras, por exemplo, as pavimentações poliédricas da comunidade Patos Velhos, em Prudentópolis, além de Chopinzinho, Porto Barreiro e Virmond. São áreas essencialmente agrícolas e que vão conseguir melhorar consideravelmente a logística da produção nos próximos anos.

Deixe seu comentário sobre: "Pavimentação nova nos municípios já alcança 1,7 mil quilômetros"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.